Trump admite ter tido ‘second thoughts’ na guerra comercial contra a China

  • ECO
  • 25 Agosto 2019

Numa rara confissão de dúvida, o presidente norte-americano admitiu este domingo que “pensou duas vezes” antes do escalar da guerra comercial com a China. Mas acha que os chineses vão ceder primeiro.

No cimeira do G7, que está a decorrer em Biarritz, Donald Trump falou sobre a guerra comercial com a China momentos antes de se encontrar com o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, a quem prometeu um “grande acordo” comercial.

Sobre a guerra comercial com a China, Trump admitiu, numa confissão inédita, que “pensou duas vezes” e que terá tido dúvidas quando impôs novas tarifas que levaram à retaliação por parte da China.

No entanto, o presidente norte-americano continua a dizer que a China “quer chegar a um acordo mais do que nós [os EUA]”.

Donald Trump anunciou, esta sexta-feira à noite, na rede social Twitter, o aumento das tarifas alfandegárias sobre a quase totalidade dos produtos chineses exportados para os EUA, em resposta a uma retaliação comercial dos chineses, conhecida também na sexta-feira.

Numa sucessão de ‘tweets’, o presidente norte-americano revelou que os EUA vão aumentar as tarifas já aplicadas a 250 mil milhões de dólares de importações chinesas de 25% para 30% já a partir do próximo dia 1 de outubro, além de agravar de 10% para 15% as tarifas planeadas para ser impostas a partir de 1 de setembro sobre outras classes de produtos no valor de 300 mil milhões de dólares.

Comentários ({{ total }})

Trump admite ter tido ‘second thoughts’ na guerra comercial contra a China

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião