Cultura organizacional tóxica: 10 sinais de alerta

  • Sara Calado
  • 27 Agosto 2019

Implementar uma cultura empresarial de sucesso é um dos maiores desafios das organizações. A revista Forbes revela alguns sinais que ajudam a identificar uma "cultura empresarial tóxica".

A cultura empresarial é o conjunto de valores, procedimentos e estilo de chefia que caracterizam uma organização. Está provado que os trabalhadores de uma empresa com uma cultura empresarial positiva são mais felizes e, por isso, mais produtivos. Quando os comportamentos estranhos começam a fazer parte da regra, pode ser o suficiente para desconfiar que algo não está bem.

Numa cultura tóxica, os trabalhadores não estão motivados, mas este é apenas um sinal de alerta. Segundo a revista norte-americana Forbes há alguns sinais que indicam que a cultura da sua empresa precisa de mudar.

  • Alimentar rumores

Quando os rumores são o tema central das conversas entre os trabalhadores, nos corredores da empresa e nos intervalos do trabalho, é um sinal de alerta para “cultura empresarial tóxica”. Estas conversas criam dramas desnecessários e, a longo prazo, podem ter impacto na produtividade da empresa, pois consomem tempo de trabalho precioso.

  • Negar os problemas

Quando a chefia afirma que “não vê qualquer problema na empresa”, pode significar exatamente o oposto. É fundamental analisar a existência de eventuais problemas que estejam a contribuir para esta cultura tóxica e começar a implementar novas estratégias, assentes na comunicação e na transparência.

  • Interações negativas entre os trabalhadores

A interação entre os trabalhadores também define a cultura de uma empresa. Excessivas reclamações, comportamento e visão negativos sobre a empresa, e rumores são claros sinais de uma cultura tóxica. Nestes casos, os líderes devem utilizar a boa comunicação a seu favor. Promover encontros entre os trabalhadores, como atividades de team building, pode melhor a comunicação e ajudar a melhorar a cultura da empresa.

  • Temer as segundas-feiras

Se dá por si a ansiar que chegue o final da semana, ainda antes de a semana começar, é provável que o seu local de trabalho tenha uma cultura tóxica. Analise a origem destes pensamentos, procure e proponha soluções na empresa.

  • Conflito

O conflito pode ter um impacto muito negativo, gerando falta de produtividade e cada vez menos integração dos trabalhadores na empresa. Num ambiente tóxico, as reuniões nunca são produtivas, deixando perguntas por responder e ideias por partilhar, contribuindo para a deterioração das relações profissionais entre os colegas.

  • Pouca colaboração entre os trabalhadores

Esteja atento à forma como os trabalhadores colaboram uns com os outros. Quando há pouca entreajuda, pode significar que os trabalhadores não querem sair da sua zona de conforto que, geralmente, pode ser sinal de uma vontade de evitar conflitos.

  • Alta rotatividade de trabalhadores

Quando a empresa apresenta uma grande rotatividade de trabalhadores e estagiários, é provável que tenha uma cultura tóxica, que impede a longevidade dos trabalhadores na empresa. A comunicação e a honestidade podem ser a chave para solucionar muitos dos problemas da empresa.

  • Atitudes dos colaboradores

As atitudes dos colaboradores, de forma geral, refletem a cultura de uma empresa. A maior parte das vezes, a chefia só repara quando as consequências começam a atingir as contas da empresa. Uma cultura tóxica pode disseminar-se muito rapidamente. Para contribuir para uma cultura mais positiva, os colaboradores devem evitar os rumores e adotar uma atitude de transparência e respeito.

  • Medo de integração na empresa

A criatividade e a inovação não existem numa empresa onde não se pode errar, onde impera a vergonha e o medo da humilhação. Aqui, a chefia tem de pôr em prática técnicas de liderança que incentivem os trabalhadores a desenvolver as suas competências e que promovam uma cultura de respeito. É mais importante saber o que perguntar aos trabalhadores, e não o que dizer. Se os trabalhadores sentirem que a sua opinião é importante para a empresa, é provável que se sintam integrados, contribuindo para uma cultura coesa e positiva.

  • Resistência à inovação

Uma empresa que não quer inovar, com certeza não tem muita preocupação com a evolução dos colaboradores. Sem estímulo à criatividade e à mudança, os trabalhadores vão sentir-se mais desmotivados e isso trará consequências negativas, entre elas a falta de produtividade e a difícil integração.

Numa cultura empresarial tóxica, os trabalhadores não estão felizes. A solução passa por identificar a origem dos problemas e construir soluções. Uma cultura empresarial positiva terá trabalhadores mais felizes e empenhados, e consequentemente, mais produtivos. A felicidade no trabalho, que pode advir de uma equilibrada conciliação entre a vida pessoal e profissional, é cada vez mais importante para os trabalhadores.

Comentários ({{ total }})

Cultura organizacional tóxica: 10 sinais de alerta

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião