Usa caderneta? Vai deixar de conseguir levantar dinheiro

  • ECO
  • 4 Setembro 2019

As cadernetas bancárias, que bancos como a CGD, Crédito Agrícola e Montepio disponibilizam, vão permitir apenas a consulta de saldos e movimentos. A medida entra em vigor dia 14 de setembro.

As cadernetas bancárias vão passar a permitir fazer apenas consultas bancárias, como consultar saldos e movimentos. A ordem partiu de Bruxelas, por questões de segurança, produzindo efeitos a partir de dia 14 de setembro.

Assim, já não vai ser possível levantar dinheiro nem fazer transferências ou realizar outras operações com recurso às cadernetas em papel. Quem o quiser fazer terá de usar um cartão de débito. Estas novas regras europeias vão afetar, em Portugal, clientes de bancos como a a Caixa Geral de Depósitos (CGD), Caixa Agrícola e Montepio Geral.

Em resposta às novas regras europeias, a CGD — que tem cerca de 290 mil clientes com caderneta –, já está a avisar os seus clientes para estas limitações e vai sugerir um cartão gratuito por um ano, avançou o Correio da Manhã. Já o Crédito Agrícola vai promover a adesão ao cartão de débito ao “número reduzido” de “utilizadores exclusivos de cadernetas”, refere fonte oficial, citada pelo mesmo jornal.

A nova Diretiva Europeia de Serviços de Pagamento surge por se considerar que as cadernetas, com uma banda magnética e um PIN, não oferecem segurança suficiente aos utilizadores e, por isso, deixam de poder ser usadas para movimentar dinheiro em todos os Estados-membros da União Europeia.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Usa caderneta? Vai deixar de conseguir levantar dinheiro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião