Alívio das tensões comerciais anima bolsas. Lisboa acelera

Praça portuguesa segue a tendência positiva das restantes praças europeias, beneficiando do aliviar das tensões comerciais entre os EUA e a China. Energia dá força ao PSI-20.

Dia de ganhos nas bolsas europeias. Com os EUA e a China a anunciar uma nova ronda de negociações sobre o acordo comercial para o próximo mês, os investidores respiram de alívio, puxando pelos mercados acionistas. Lisboa segue a tendência, com a generalidade das cotadas em alta. O setor da energia destaca-se pela positiva, com a Galp Energia a subir quase 1,5%.

O Stoxx 600 soma 0,5%, negociando no nível mais elevado desde 1 de agosto, suportada pelo setor automóvel que vê com bons olhos esta nova ronda negocial entre Washington e Pequim. Em Lisboa, o PSI-20 segue a ganhar 0,63% para cotar nos 4.962,09 pontos, com apenas duas cotadas inalteradas. Todas as outras valorizam.

É o setor da energia que puxa pela bolsa, com a petrolífera liderada por Carlos Gomes da Silva a destacar-se com uma subida de 1,36% para os 13,085 euros. A EDP, que viu o HSBC elevar a avaliação das ações para 4,20 euros, ganha ligeiros 0,23% para 3,539 euros, enquanto a EDP Renováveis avança 0,6%.

A ajudar o PSI-20 está também o BCP que corrige de quedas registadas nas últimas sessões. O banco liderado por Miguel Maya soma 1,04% para os 19,40 cêntimos.

Destaque ainda para os CTT que lideram os ganhos no índice de referência com uma subida de 1,73% para 1,941 euros, mas também para as papeleiras que apresentam ganhos em torno de 1%.

Comentários ({{ total }})

Alívio das tensões comerciais anima bolsas. Lisboa acelera

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião