Wall Street fecha na linha de água. Apple sobe mais de 1% depois de anunciar novos iPhones

A sessão em Nova Iorque foi pautada por quedas no setor tecnológico, apesar de a Apple ter avançado mais de 1% no dia em que anunciou as novidades da marca.

Wall Street encerrou a sessão desta terça-feira com os principais índices de referência na linha de água. Enquanto o setor da energia puxou pelas bolsas em bolsa de Nova Iorque, as tecnológicas pesaram. A exceção foi a Apple, que valorizou no dia em que apresentou novidades, inclusive os novos iPhones.

Depois de serem conhecidos dados desanimadores da economia chinesa, o que fez aumentar os receios de uma recessão global, os indices arrancaram a sessão em queda. Contudo, com os investidores a anteciparem novos estímulos por parte dos bancos centrais, as perdas atenuaram, havendo até margem para ganhos ligeiros. O S&P 500 fechou a subir 0,01% para os 2.978,80 pontos, enquanto o industrial Dow Jones avançou 0,24% para os 26.901,16 pontos.

Já o tecnológico Nasdaq fechou na linha de água, com uma queda de 0,05% para os 8.083,78 pontos. A Netflix caiu 2,16% para os 287,99 dólares, depois de a Apple anunciar a data de lançamento da sua plataforma de streaming, bem como o preço, uma mensalidade de 4,99 dólares por família. A Disney, que tem também nos planos o seu próprio serviço de streaming, recuou 2,20% para os 135,79 dólares.

Para além de novidades sobre a plataforma que chega em novembro, a AppleTV+, a marca da maçã avançou também com o anúncio de três novos iPhones e um novo Apple Watch. Os títulos da tecnológica liderada por Tim Cook subiram 1,18% nesta sessão, para os 216,70 dólares.

Comentários ({{ total }})

Wall Street fecha na linha de água. Apple sobe mais de 1% depois de anunciar novos iPhones

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião