Bloomberg: Vistos gold estão a empurrar portugueses para as periferias das cidades

  • ECO
  • 19 Setembro 2019

O "mercado imobiliário mais quente da Europa" está a ficar demasiado quente para alguns. O destaque para Portugal é da Bloomberg, que refere que os vistos gold estão a provocar gentrificação.

O boom do mercado imobiliário em Portugal está em destaque na Bloomberg (acesso condicionado) esta quinta-feira, com a agência financeira a destacar que o país mantém ativo o programa dos vistos gold, apesar de a subida das rendas para habitação estar a “expulsar” alguns moradores dos centros urbanos. Um fenómeno conhecido por gentrificação.

Mais concretamente, o artigo ‘O mercado imobiliário mais quente da Europa está a ficar demasiado quente para alguns’ faz foco na freguesia de Marvila, concelho de Lisboa. Uma moradora, citada pela agência, refere que “os preços dispararam” nos últimos meses, o que a levou a ter de se mudar e a ir viver com a mãe, por já não conseguir pagar uma renda sozinha. Além disso, de acordo com dados compilados pelo Eurostat, os preços do imobiliário para habitação em Portugal subiram 9,2% só no primeiro trimestre deste ano.

A Bloomberg justifica a dinâmica crescente do mercado imobiliário português com os 4,3 mil milhões de euros injetados por investidores estrangeiros desde que os “vistos dourados” começaram a ser atribuídos em 2012. Uma medida que o Governo se recusou a eliminar, devido à necessidade de o país atrair mais investimento do exterior. Os vistos gold permitem a cidadãos estrangeiros obterem autorização de residência mediante um investimento mínimo de 500 mil euros.

Tiago Caiado Guerreiro, fiscalista português, disse à agência que “estes incentivos tornaram cidades como Lisboa num íman” para o investimento externo. Imóveis foram reabilitados e colocados no mercado do arrendamento de curta duração, através de plataformas como o Airbnb, tornando estes centros num “destino turístico” apetecível.

“Lisboa nunca esteve melhor em termos de reabilitação dos seus edifícios. O número de prédios devolutos tem sido reduzido e alguma da miséria que existia em certos bairros já não é visível. No entanto, esta mudança teve enormes custos sociais à medida que os locais com menos recursos financeiros estão a ser empurrados para as periferias”, explicou à Bloomberg Francisco Bethencourt, professor do King’s College, em Londres.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bloomberg: Vistos gold estão a empurrar portugueses para as periferias das cidades

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião