O trabalho remoto pode torná-lo um melhor comunicador?

  • Sara Calado
  • 19 Setembro 2019

A tecnologia veio mudar o trabalho convencional, dando a possibilidade de trabalhar fora do escritório e ter mais flexibilidade. Esta nova forma de trabalhar gera solidão ou pode ajudá-lo a comunicar?

Estima-se que, a nível global, cerca de 70% dos trabalhadores já tenham adotado o trabalho remoto, ou seja, não estão fisicamente no local de trabalho. Com a ajuda da tecnologia, o dia de trabalho mudou e, claro, os hábitos e as relações laborais também sofreram alterações. A flexibilidade e uma maior conciliação entre a vida pessoal e profissional são, cada vez mais, uma exigência dos trabalhadores.

Há quem defenda que o trabalho remoto pode aumentar o isolamento e levar à solidão. Por outro lado, o trabalho remoto implica que esteja sempre conectado aos seus colegas e à chefia, em qualquer parte do mundo, por isso existem especialistas que defendem que também poderá ajudá-lo a tornar-se um melhor comunicador.

A revista norte-americana de tecnologia Fast Company apresenta algumas razões que fazem com que o trabalho remoto contribua para o tornar um comunicador mais habilidoso.

  • “Back to basics”

Segundo a publicação, o trabalho remoto vai obrigá-lo a ser mais proativo para comunicar com os colegas e com a chefia e manter-se a par de todas as tarefas que tem de fazer. Os telefonemas poderão ser mais longos e, por isso, podem dar-lhe a oportunidade de conhecer um pouco melhor os seus colegas, melhorando a relação profissional e desenvolvendo as suas capacidades de comunicação. É possível até que comunique mais do que dentro do escritório, defendem.

  • Assertividade e Clareza

Se não está presente no escritório, significa que não poderá comunicar com a linguagem corporal. Assim, será obrigado a melhorar a linguagem verbal e a comunicar com clareza. Também tem de ser assertivo, para que os seus colegas e chefia consigam perceber os seus objetivos e necessidades, e assim tornar-se um membro eficiente da equipa.

  • Necessidade de comunicar mais

Além da assertividade e da clareza, o trabalho remoto vai forçá-lo a comunicar mais, para que não se sinta perdido do ritmo natural do trabalho que acontece no escritório. Esta necessidade de comunicar mais, dar e pedir feedback mais frequentemente, vai fazer com que saia mais vezes da zona de conforto, melhorando a sua comunicação.

  • Desenvolvimento da autoconfiança

Sendo um trabalhador remoto, a comunicação será feita na maioria através de telefonemas, por isso deverá garantir que a sua voz transmite confiança e presença.

  • Tirar proveito da tecnologia

Aplicações como o Slack têm ajudado os trabalhadores a manter-se conectados um pouco por todo o mundo. Para quem trabalha remotamente, estas ferramentas podem ser a ajuda perfeita para incluir na equipa os trabalhadores que não estão fisicamente no escritório. Interagir e trocar ideias com os colegas nestas aplicações vai ajudá-lo a melhorar a sua capacidade de comunicação.

  • Capacidade de entender os colegas pelo tom de voz…e conhecê-los melhor

Quando trabalha fora do escritório é provável que telefone mais vezes aos colegas e chefia, para se manter atualizado sobre as tarefas, para dar e receber feedback do trabalho. Quanto mais vezes falar com os seus colegas, mais capacidade vai desenvolver para entender as emoções de cada um, através do tom de voz. Utilize essa capacidade a seu favor e aproveite para desenvolver melhores relações laborais e a sua capacidade de comunicação.

O trabalho remoto é um dos grandes fatores quando se pensa no “trabalho do futuro”. Esta possibilidade permite ter mais flexibilidade e conciliar a vida pessoal e profissional, que é hoje uma das maiores preocupações dos trabalhadores.

Comentários ({{ total }})

O trabalho remoto pode torná-lo um melhor comunicador?

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião