Portugal empurra 910 milhões de dívida. Já adiou reembolso de 3.768 milhões este ano

O Tesouro foi ao mercado esta quarta-feira para uma operação de troca de dívida. Comprou títulos que venciam em 2021 e 2022, emitindo em contrapartida obrigações com prazo em 2023 e 2027.

O Tesouro português adiou o reembolso de 910 milhões de euros em dívida que vencia em 2020 e 2021. Na operação de troca de obrigações do Tesouro (OT), que aconteceu esta quarta-feira, a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública – IGCP emitiu títulos a quatro e oito anos.

Esta foi a quinta operação de troca de dívida realizada este ano pelo IGCP e segue em linha com a estratégia de aproveitar as atuais baixas taxas de juro para emitir dívida mais barata e alongar maturidades dos reembolsos. O total de OT que foi empurrado, desde o início do ano, para mais tarde atingiu assim os 3.768 milhões de euros.

Na operação de troca desta quarta-feira, a agência liderada por Cristina Casalinho comprou, por um lado, 560 milhões de euros de OT que atingiam a maturidade a 15 de abril de 2021, bem como 350 milhões de euros em OT que venciam a 17 de outubro de 2022.

Em troca, o Tesouro emitiu 350 milhões de euros em títulos com maturidade em 25 de outubro de 2023 e outros 560 milhões de euros que atingem o prazo a 14 de abril de 2027.

Portugal reduz assim as obrigações para com os investidores nos próximos anos. Em 2020, as obrigações do Tesouro que vão atingir as maturidades equivalem a 8.275 milhões de euros, enquanto no ano seguinte havia, antes desta operação, cerca de 15 mil milhões de euros a pagar. Agora, este montante é reduzido em 560 milhões. Em 2022, voltam a ser outros 15 mil milhões de euros. E no ano seguinte, cai abaixo de 12 mil milhões graças à operação de troca.

Não só as maturidades são mais longas — o que permite ao país evitar a acumulação de reembolsos –, como estas operações permitem diminuir os custos já que Portugal financia-se atualmente a juros historicamente baixos.

O custo médio da nova dívida situou-se, entre janeiro e julho, em apenas 1,3%. Em mercado secundário, as OT a dez anos negoceiam com uma yield de 0,573%, enquanto os títulos a quatro e oito anos têm maturidades negativas.

(Notícia atualizada às 11h)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugal empurra 910 milhões de dívida. Já adiou reembolso de 3.768 milhões este ano

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião