“Não houve desastre nenhum”. Rio assume lugar de deputado

O presidente do PSD reage aos resultados das legislativas deste domingo, onde teve uma má votação, e viu a líder do CDS abrir a sucessão no partido.

O líder do PSD defendeu este domingo que o partido teve um resultado “praticamente idêntico” ao de 2015 e justificou que o resultado de 28,02%, até agora conhecido, “não há uma grande derrota. Isso era o que estava profetizado. Não houve”. Rio vai assumir o lugar de deputado no Parlamento.

“O PSD não atingiu o seu principal objetivo. Mas se analisarmos as circunstâncias, este resultado foi positivo”, disse Rui Rio, rejeitando que o PSD tenha tido o pior resultado de sempre.

Apesar de assinalar as condicionantes internas e externas para o resultado deste domingo, reconheceu que o primeiro responsável para o bem e para o mal é o próprio. Rio foi muito crítico do papel da comunicação social durante a campanha, acreditando que as sondagens contribuindo para “desmotivar” o voto no PSD e “galvanizar”.

Rio disse também que em face dos resultados finais e do que o PS vier a decidir, o PSD vai reunir os órgãos do partido para analisar o cenário de governabilidade que Portugal terá.

O presidente do PSD rejeitou que haja um tabu sobre a sua continuidade à frente do partido – lembrando que faz sempre uma ponderação. Sobre as condições para o próximo Governo fazer reformas estruturais insistiu que está “disponível”, lembrando que sempre tem defendido esse posicionamento.

(Notícia atualizada)

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

“Não houve desastre nenhum”. Rio assume lugar de deputado

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião