Quem impugnou lista de credores do BES só terá resposta em março

  • ECO
  • 9 Outubro 2019

Tribunal do Comércio de Lisboa deu mais seis meses à comissão liquidatária do BES para avaliar as 2.300 impugnações à lista de credores do Banco Espírito Santo.

O Tribunal do Comércio de Lisboa deu mais seis meses à comissão liquidatária do BES para analisar as mais de 2.300 impugnações das listas de credores reconhecidos e não reconhecidos apresentadas pelos credores, que terão agora de esperar até ao final de março do próximo ano para ter uma resposta, avança o Jornal de Negócios (acesso pago).

O Banco foi resolvido há cinco anos, o processo de liquidação começou há três anos, mas ainda está para durar.

Devido ao elevado volume de reclamações, a comissão liquidatária pediu mais tempo para analisar as reclamações. A justiça deu-lhe razão, e agora só no final de março terão resposta.

Estas reclamações tratam-se, sobretudo, de reclamações de credores que ficaram fora das listas dos créditos reconhecidos e com maior probabilidade de serem reembolsados pelo menos parcialmente.

Apesar de o processo de liquidação durar há três anos, as listas de credores do banco só foram publicadas no final de maio.

Foram então reconhecidos 4.955 credores pela comissão liquidatária liderada por César Brito, reclamando créditos num valor que supera os 5.000 milhões de euros. De fora da lista ficaram mais de 21 mil credores e cujo montante de crédito reclamado não é conhecido.

Quem não concordou com a lista de credores reconhecidos teve oportunidade de apresentar impugnações através de requerimento apresentado no tribunal entre o dia 2 de agosto e 2 de setembro. Qualquer interessado podia impugnar com fundamento na indevida inclusão ou exclusão de créditos, na incorreção do montante ou da qualificação dos créditos reconhecidos.

Comentários ({{ total }})

Quem impugnou lista de credores do BES só terá resposta em março

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião