Medina adia votação da continuidade de Manuel Salgado na liderança de empresa municipal. Quer convencer oposição

Fernando Medina adiou para 24 de outubro a votação para a recondução de Manuel Salgado na liderança da Lisboa Ocidental SRU. Autarca vai tentar conquistar votos dos outros partidos.

O cenário era o mais expectável e Fernando Medina acabou mesmo por ceder. A ideia de manter Manuel Salgado à frente da empresa de construção da Câmara de Lisboa (CML), depois de este ter abandonado o cargo de vereador, não agradava à maioria dos partidos e, para evitar um chumbo desta recondução, Medina acabou por adiar a votação mais uns dias, numa tentativa de conquistar mais votos da oposição, sabe o ECO.

Estava marcada para esta manhã de quinta-feira uma reunião privada extraordinária de vereadores da CML, onde um dos pontos a discutir e votar seria a permanência de Manuel Salgado no Conselho de Administração da Lisboa Ocidental SRU – Sociedade de Reabilitação Urbana, a empresa municipal de obras e construção. Contudo, a continuidade do ex-vereador do urbanismo contava apenas com oito votos a favor, e todos do PS, o que não era suficiente num universo de 17 vereadores.

Contra esta proposta estão os vereadores do Bloco de Esquerda, CDS e PCP. De fora ficam apenas os vereadores do PSD e são esses mesmo que, sabe o ECO, Fernando Medina irá tentar convencer a votarem a favor da continuidade do arquiteto e primo de Ricardo Salgado na empresa camarária. Para isso, o autarca da CML decidiu adiar a reunião desta quinta-feira — que começou já com cerca de 1h30 de atraso — para 24 de outubro.

No final de julho, Manuel Salgado anunciou a sua saída da CML, devido aos seus 75 anos, disse, na altura, ao Expresso. Acabou por ser substituído por Ricardo Veludo, coordenador da equipa de missão do Programa Renda Acessível.

Contudo, mesmo depois de o arquiteto ter abandonado o pelouro do Planeamento, Urbanismo, Património e Obras Municipais, Fernando Medina quis continuar com Salgado na autarquia, mais concretamente na liderança da Lisboa Ocidental SRU, responsável pela maioria das obras realizadas pela autarquia. Enquanto esteve com o pelouro do Urbanismo, Manuel Salgado aprovou projetos como a Torre de Picoas e o Quarteirão da Portugália.

O ECO sabe que adiada foi também a votação do regulamento municipal de Alojamento Local, que também não agradava à maioria dos partidos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Medina adia votação da continuidade de Manuel Salgado na liderança de empresa municipal. Quer convencer oposição

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião