5 coisas que vão marcar o dia

Novos dados do endividamento da economia, dos produtos de poupança do Estado e dos juros da casa serão conhecidos esta segunda-feira. Os desenvolvimentos do Brexit são o foco lá fora.

A semana arranca com uma série de dados económicos em Portugal. Ao longo da manhã serão conhecidos o endividamento da economia, os dados dos certificados do Tesouro e dos juros implícitos do crédito à habitação, enquanto os obrigacionistas do BCP se reúnem para falar sobre a fusão com o BII. Lá fora, o destaque vai estar nos avanços do Brexit.

Endividamento da economia continua a descer?

O endividamento da economia portuguesa desce há dois meses seguidos e esta segunda-feira o Banco de Portugal irá revelar novos dados, onde será possível perceber se a tendência se manteve em agosto. O indicador, que é calculado pelo Banco de Portugal e inclui o endividamento das Administrações Públicas, das empresas do setor público, privado e dos particulares, desceu para 728,7 mil milhões de euros em julho. Trata-se do segundo recuo mensal depois de em maio ter observado um recorde de 733,9 mil milhões de euros.

Certificados do Tesouro engordam

Os produtos de poupança do Estado têm aumentado todos os meses desde dezembro do ano passado. Em agosto, as aplicações aumentaram em 81 milhões de euros, com o valor do investimento total a crescer perto de 650 milhões de euros no acumulado do ano. O investimento em certificados do Tesouro cresceu 68 milhões de euros, em agosto, enquanto as aplicações em certificados de Aforro aumentaram 13 milhões de euros. Esta segunda-feira, o boletim estatístico do Banco de Portugal irá divulgar novos dados referentes a setembro.

Juros da casa em setembro

Os juros no crédito à habitação em setembro vão ser conhecidos esta segunda-feira, após terem aliviado de máximos de três anos no mês anterior. Em agosto, e pela primeira vez desde novembro, a taxa de juro média aplicada pelos bancos nos empréstimos para a aquisição de casa baixou. Fixou-se em 1,077%, um mínimo desde abril, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), que vão ser agora atualizados.

Obrigacionistas do BCP decidem sobre fusão

Os obrigacionistas do BCP vão encontrar-se esta segunda-feira, a partir das 9h, para uma assembleia geral em que vão discutir a fusão do BCP com o Banco de Investimento Imobiliário. De acordo com o projeto de fusão, o negócio entre as duas sociedades do mesmo grupo não implicará “redundância ou supressão de postos de trabalho”. A única alteração que decorrerá da fusão projetada resumir-se-á ao facto dos trabalhadores com sociedade de contrato BII passarem a ter um vínculo laboral ao BCP.

Brexit: mercados reagem ao Super Sábado

O Parlamento britânico reuniu-se, este fim de semana, a um sábado pela primeira vez em 37 anos. Foi no Super Sábado — como lhe apelidou a oposição — que os parlamentares aprovaram a emenda ao acordo do Brexit, que suspendeu a votação dos termos negociados com Bruxelas, forçando o Executivo britânico a pedir ao Conselho Europeu um novo adiamento da saída. Ainda assim, Boris Johnson continua a dizer que rejeita tal prolongamento e mantém a determinação em concretizar o divórcio a 31 de outubro.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

5 coisas que vão marcar o dia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião