Grupo francês Banijay paga dois mil milhões de euros pela produtora de “Casa dos Segredos”, “The Voice” e “Black Mirror”

O grupo francês Banijay está a ultimar a compra da Endemol Shine por um valor a rondar os dois mil milhões de euros. Compra dará origem à maior produtora mundial independente.

Os franceses da Banijay estão perto de fechar um acordo para comprar a Endemol Shine, a produtora que criou programas de TV como o reality show “Casa dos Segredos” e o concurso musical “The Voice”. A operação poderá custar cerca de dois mil milhões de euros à empresa francesa que produz “Temptation Island”, de acordo com a imprensa internacional.

A Endemol Shine é a maior produtora do mundo. Foi responsável por alguns programas de televisão mais vistos em todo o mundo e já tem um pé no mundo do streaming, tendo criado a série “Black Mirror” para a Netflix. Mas vê-se a braços com uma dívida elevada e está desde meados do ano passado à procura de um comprador.

Avançando, a compra pela Banijay dará origem à maior produtora audiovisual independente em todo o mundo, com receitas anuais a rondarem os três mil milhões de euros, acima das da britânica ITV, segundo cálculos feitos pela Reuters.

Atualmente, a Endemol Shine é detida em conjunto pela Walt Disney e pelo fundo Apollo Global Management. Por sua vez, a Banijay, fundada por Stephane Courbit, é detida pela holding Lov Gorup and DeA Communications. Esta, por sua vez, é controlada pelo grupo italiano De Agostini e também pela Vivendi, que detém uma pequena participação.

Desde o arranque do processo de venda da Endemol, os acionistas vendedores receberam múltiplas propostas para adquirir a produtora. Uma delas partiu do grupo RTL, que acabou por decidir abandonar o negócio no passado mês de agosto.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Grupo francês Banijay paga dois mil milhões de euros pela produtora de “Casa dos Segredos”, “The Voice” e “Black Mirror”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião