Hospitais outra vez sem dinheiro para pagar a fornecedores

  • ECO
  • 27 Outubro 2019

Hospitais do SNS estão novamente com dificuldades para pagar aos fornecedores. Dizem às empresas que até final do ano só têm capacidade financeira para pagar salários.

Os hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) estão novamente com dificuldades para pagar aos fornecedores, com os prazos de pagamento a dilatarem-se outra vez. Alguns hospitais estão a dizer às empresas fornecedoras que até final do ano só dispõem de capacidade financeira para pagar salários, segundo o Jornal de Notícias (acesso pago).

Segundo o jornal, as empresas estão a receber respostas vagas quando tentam liquidar as faturas juntos dos hospitais. Alguns hospitais não se comprometem com datas de pagamento e há quem não responda aos telefonemas e e-mails dos fornecedores.

O problema é transversal a todo o país, afetando empresas que fornecem todo o tipo de bens e serviços, desde dispositivos médicos, transporte de doentes não urgentes, limpeza, manutenção de elevadores, serviços informáticos, entre outros fornecedores.

O JN adianta ainda que são as empresas mais pequenas, com menor folga de tesouraria, as que mais sentem o impacto dos atrasos nos pagamentos das faturas por parte dos hospitais que servem.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Hospitais outra vez sem dinheiro para pagar a fornecedores

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião