CDS classifica novo executivo de “ultra-mega-grande”

  • Lusa
  • 30 Outubro 2019

Para além de sublinhar a dimensão do novo Executivo, o CDS desafiou o primeiro-ministro, António Costa, a esclarecer se é ou não a favor da regionalização.

O CDS-PP inventou esta quarta-feira uma nova designação do Governo do PS, com 70 membros, designando-o de “ultra-mega-grande”, e voltou a acusar os socialistas de baterem outro recorde, o da carga fiscal.

Foi na estreia como líder parlamentar dos centristas que Cecília Meireles atacou o “recorde nacional” do número de ministros e secretários de Estado no novo executivo, durante o debate do programa de governo na Assembleia da República.

“É um recorde nacional da dimensão, é um governo ultra-mega-grande”, disse Cecília Meireles.

Por fim, desafiou o primeiro-ministro, António Costa, a esclarecer se é ou não a favor da regionalização, que poderá vir a criar “mais 900 cargos políticos”, e fez uma proposta, a do alargamento da ADSE, como o CDS-PP já fizera antes e durante a campanha eleitoral para as legislativas de 6 de outubro.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

CDS classifica novo executivo de “ultra-mega-grande”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião