Startup Portugal reúne ecossistema no mesmo “palco” do Web Summit

Criar uma empresa na hora vai ser possível na conferência. Associação quer centralizar toda a atividade do ecossistema nacional de startups durante o maior evento de tecnologia do mundo.

A stand da Startup Portugal no Web Summit quer ser o “epicentro” da presença portuguesa no maior evento de empreendedorismo e tecnologia do mundo, que decorre em Lisboa entre 4 e 7 de novembro.

O espaço vai contar com apresentações, promoção da iniciativa Sign up for Portugal, salas de reuniões e com a presença das principais agências públicas do setor num mesmo local. Além destas iniciativas, vai ser possível criar uma empresa na hora, durante a conferência. O stand vai servir ainda de palco para anúncios exclusivos sobre novas rondas de investimento, novos programas e novas medidas de apoio a empreendedores, nacionais e estrangeiros.

" Vamos ter algumas das melhores startups portuguesas a partilhar novidades em primeira mão, mas também temos algumas iniciativas completamente novas na Web Summit.”

João Borga

Diretor da Startup Portugal

“O stand deste ano representa uma novidade em relação ao trabalho que temos vindo a desenvolver. Vamos ter algumas das melhores startups portuguesas a partilhar novidades em primeira mão, mas também temos algumas iniciativas completamente novas na Web Summit, nomeadamente a de criação de empresa na hora, fruto de uma parceria com o IRN – Instituto dos Registos e Notariado, a secretaria de Estado da Modernização Administrativa e a Portugal IN,” acrescenta João Mendes Borga, diretor da Startup Portugal.

Apresentação dos resultados da Startup Portugal e o impacto do Ecossistema empreendedor na Economia portuguesa - 26JUL19
João Borga é diretor da Startup Portugal.Hugo Amaral/ECO

Outro dos destaques é a colaboração com a Huawei, que serve de arranque ao início de uma parceria entre a associação e a tecnológica para desenvolver e apoiar inovação no ecossistema de startups português.

O espaço vai ainda ser o principal agente da campanha Sign up for Portugal deste ano, que segue uma abordagem oposta à de 2018. “Com um enfoque na qualidade de vida em Portugal, a campanha acrescenta a ideia de que há mais a acontecer no país, que tem um ecossistema vibrante e em claro crescendo, tornando-o num dos principais destinos para empreendedores e nómadas digitais“, explica a Startup Portugal em comunicado. “Isto representa uma mudança de tom em relação ao ano anterior, em que a comunicação opunha preocupações das comunidades internacionais, como o populismo e a xenofobia, a medidas e apoios do governo orientadas para empreendedores e que representavam uma abordagem na direção oposta desses problemas”, acrescenta.

Campanha de 2019 da Sign up for Portugal.D.R.

Sobre a campanha, João Borga explica que a Startup Portugal quer “demonstrar que Portugal não é só um país excecional para se viver, mas que também tem todas as condições para receber empreendedores. A campanha é voltada para alguns dos atributos que nos diferenciam, e que são reconhecidos internacionalmente, mas também chama a atenção para iniciativas menos conhecidas lá fora e que temos para oferecer para quem identificar Portugal como um destino para empreender.”

Comentários ({{ total }})

Startup Portugal reúne ecossistema no mesmo “palco” do Web Summit

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião