Revista de imprensa internacional

Sánchez cria dois novos ministérios e deixa-os nas mãos do Podemos. Trump culpa China por atrasos nas negociações comerciais. E GM processa Fiat por subornos.

As conversações comerciais entre Pequim e Washington estão a demorar? Donald Trump diz que a China não está a fazer esforço suficiente para levar as negociações a bom porto. Ainda desse lado do oceano, a GM acusa a Fiat de ter subornado o sindicato do setor automóvel. No Velho Continente, a British Airways registou atrasos significativos nos voos por causa de uma falha técnica e Sánchez cria dois novos ministérios.

Time

General Motors acusa Fiat de subornar sindicato

A General Motors está a processar a Fiat Chrysler por esta ter alegadamente subornado os dirigentes do sindicato que representa os trabalhadores do setor automóvel. De acordo com o processo, a Fiat terá interferido na negociação coletiva em 2009, 2011 e 2015, de modo a ganhar vantagem em relação à General Motors. Em reação, a Fiat acusou a GM de estar a usar este caso para tentar perturbar o processo de fusão com a francesa Peugeot.

Leia a notícia completa na Time (acesso livre, conteúdo em inglês).

El Economista

Sánchez vai criar dois novos ministérios e entregá-los ao Podemos

Caso Pedro Sánchez seja investido presidente do Governo espanhol, o líder do PSOE criará dois novos ministérios na próxima legislatura. Por um lado, irá ser retomado o Ministério da Habitação, que não existe desde os tempos de José Luis Zapatero, que está sob a tutela da Economia, e, por outro, recuperará o Ministério da Igualdade. Segundo indicam fontes próximas do processo, estes dois ministérios deverão ser entregues ao Podemos, o parceiro de coligação do PSOE.

Leia a notícia completa no El Economista (acesso livre, conteúdo em espanhol).

The Wall Street Journal

Trump culpa Pequim por atrasos nas negociações comerciais

O presidente norte-americano atribui à China a responsabilidade pelos atrasos nas negociações comerciais entre Pequim e Washington. Donald Trump diz que a equipa de Xi Jinping não está a demonstrar esforços suficientes no âmbito das negociações. De notar que os EUA têm insistido que a China tem de aumentar a importação de produtos agrícolas norte-americanos para que seja possível dar um passo em frente nestas negociações. Pequim, por sua vez, exige que Trump elimine todas as tarifas aduaneiras aplicadas nesta guerra comercial.

Leia a notícia completa no The Wall Street Journal (acesso pago, conteúdo em inglês).

Reuters

Louis Vuitton em negociações com a Tiffany

O grupo francês de produtos de luxo Louis Vuitton Moët Hennesy (LVMH) estará em negociações para comprar a Tiffany por 16 mil milhões de dólares (cerca de 14,45 mil milhões de euros à taxa de câmbio atual), segundo fontes próximas da operação. No início deste mês a fabricante de anéis de noivado tinha rejeitado uma proposta de 120 dólares por ação, argumentando que o valor oferecido desvaloriza a empresa. A Tiffany pretende chegar a um acordo melhor, sendo que não há certezas de que este seja alcançado, revelam as fontes.

Leia a notícia completa na Reuters (acesso livre, conteúdo em inglês).

The Guardian

Falha técnica provoca atrasos nos voos da British Airways

Os voos internacionais da British Airways com origem em Nova Iorque, Los Angeles, Orlando, Boston e Pequim, e com Londres como destino registaram atrasos significativos por causa de uma falha técnica. A transportadora aérea garante que já está a reagendar as viagens dos passageiros que foram afetados e a tratar das acomodações dos passageiros que tiveram de permanecer durante a noite nas cidades de origem.

Leia a notícia completa no The Guardian (acesso livre, conteúdo em inglês).

Comentários ({{ total }})

Revista de imprensa internacional

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião