Cobrar comissões aos outros bancos? “Caixa não será ‘A Nêspera'”, que fica calada a ver o que acontece, ironiza Paulo Macedo

Macedo declamou poema de Mário-Henrique para defender que a Caixa não será a "A Nêspera" no caso das comissões aos outros bancos. Diz que a CGD não tem gestores pagos para "ficarem a ver navios".

Paulo Macedo comentou esta sexta-feira a notícia de que a Caixa está a cobrar comissões aos outros bancos, dizendo que o banco público não será “A Nêspera” de quem se espera que esteja “calada” e quieta e que seja sempre alvo de bullying, vendo os “os navios passar”.

“Todos os bancos cobram aos outros bancos e a manchete é de um assunto que é comum aos outros bancos”, comentou o presidente da Caixa Geral de Depósitos esta sexta-feira na Money Conference. O Jornal de Negócios adiantou esta quinta-feira que o banco público está a cobrar uma comissão aos outros bancos com contas acima dos cinco milhões de euros, isto por causa dos juros negativos do Banco Central Europeu que penalizam as instituições com excesso de liquidez.

“Há expectativa de que a Caixa esteja calada, que vá na onda (…) e seja sempre alvo de bullying”, referiu ainda Paulo Macedo, citando um poema de Mário Henrique Leiria com o título “A Nêspera”. Até o declamou:

Era uma vez uma nêspera
que estava parada, calada
sentada à beira da estrada
a ver o que acontecia.

Veio uma velha e disse:
Olha uma nêspera!
E zás, comeu-a.

É o que acontece às nêsperas
que ficam paradas, caladas,
sentadas à beira da estrada
a ver o que acontece.

Depois atirou: “A Caixa não será uma nêspera”, que esteja sempre “calada” e não faça nada, como se espera.

Paulo Macedo adiantou que a Caixa “não tem gestores pagos para andarem a ver navios”. E que quer mudar o curso da história no banco público: que se deixe de falar do dinheiro que lá foi posto pelos erros e que se passe a falar do dinheiro que a Caixa está a gerar aos contribuintes.

Comentários ({{ total }})

Cobrar comissões aos outros bancos? “Caixa não será ‘A Nêspera'”, que fica calada a ver o que acontece, ironiza Paulo Macedo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião