Cereal Games, Yara Pets e Azores Touch levantam 800 mil euros da Portugal Ventures

Três startups açorianas receberam investimento da gestora de capital de risco pública através do Fundo Azores Ventures e do fundo Turismo Crescimento.

As startups açorianas Cereal Games, Yara Pets e Azores Touch são as mais recentes investidas pela Portugal Ventures, com rondas no valor total de 800 mil euros, anunciou a gestora de capital de risco pública em comunicado.

No caso das primeiras duas — Cereal Games e Yara Pets — as empresas receberam investimento da Portugal Ventures através do Fundo Azores Ventures. No caso da Azores Touch, a startup recebeu dinheiro através do fundo Turismo Crescimento.

O Fundo Azores Ventures conta com a participação do Governo Regional dos Açores, e “tem como objetivo colmatar a falha de mercado para a região dos Açores na dinamização de projetos de inovação e empreendedorismo, bem como aumentar a criação de emprego e competitividade empresarial no arquipélago”. Criado pela Portugal Ventures, o fundo tem ainda como parceiro a Sociedade para o Desenvolvimento empresarial dos Açores (SDEA), tendo até ao momento investido em duas startups.

“A política de investimentos sucessivos em startups com sede nos Açores, através de Entidades especializadas em capital de risco, demonstra que o ecossistema empreendedor dos Açores e os nossos empreendedores têm vindo a crescer e a aproveitar os novos instrumentos financeiros disponíveis”, assegura Sérgio Ávila, vice-presidente do governo regional, citado em comunicado, acrescentando que, para a região, é fundamental a captação de investimento e a “alavancagem do capital de risco nas startups”. “A postura do Governo será sempre a de apoiar os empreendedores. Desejo a ambas as empresas participadas um enorme sucesso e que continuem a acreditar no ambiente favorável para o desenvolvimento de negócios que conseguimos criar nos Açores”, afirma ainda.

“Estes novos investimentos resultaram do compromisso assumido pela Portugal Ventures junto do Governo Regional dos Açores, de estreitar relações com o ecossistema do empreendedorismo daquele arquipélago, no sentido de identificar projetos e concretizar investimentos na criação de empresas na Região Autónoma dos Açores, que desenvolvam atividades inovadores e que permitam a fixação de recursos humanos qualificados e que sejam considerados estratégicos para o desenvolvimento da economia regional dos Açores”, sublinha Rui Ferreira, vice-presidente da Portugal Ventures.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Cereal Games, Yara Pets e Azores Touch levantam 800 mil euros da Portugal Ventures

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião