Sabe qual é a palavra do ano de 2019? Há dez candidatas

  • Lusa
  • 1 Dezembro 2019

Lista de dez vocábulos candidatos à Palavra do Ano foi divulgada pela Porto Editora que a considerou "um retrato do ano".

A lista de dez vocábulos candidatos à Palavra do Ano foi hoje divulgada pela Porto Editora que a considerou “um retrato do ano”. “Desinformação” abre a lista disponível para votação online até 31 de dezembro às 24:00.

A escolha do termo é justificada pela equipa de linguistas e lexicólogos da Porto Editora que a elaborou pelo amplo debate sobre o fenómeno das ‘fake news’. “A difusão deliberada de informações falsas, apresentadas como verdadeiras, tem vindo a crescer nas redes sociais”, justificam os investigadores.

“As greves dos motoristas de matérias perigosas que levaram o governo a declarar uma situação de crise energética e muitos portugueses recorreram a jerricãs para armazenar combustível”, conduz à escolha do segundo termo, “jerricã”.

“Lítio” é outra das palavras a concurso, justificando-se a sua presença entre as ‘finalistas’ pela “controvérsia gerada na sociedade portuguesa” pelos “contratos de prospeção e as concessões de exploração de lítio”, “debatendo-se questões ambientais, sociais, económicas e políticas”.

Outra palavra escolhida é “influenciador”, pelo facto de “as redes sociais terem vindo a permitir o aparecimento de figuras mediáticas que influenciam a opinião das audiências através da publicação regular de conteúdos”.

“Nepotismo”, a quinta palavra a concurso, surge pelas “alegadas ações de favorecimento de familiares de membros do governo ou de outras figuras de poder ocuparem o espaço mediático por diversas vezes”, neste ano.

O facto de “mais de 35% do território nacional estar em seca severa ou extrema, com graves consequências na agropecuária, nos recursos hídricos e no bem-estar das populações”, levou à escolha para votação do sétimo vocábulo, “seca”.

O oitavo termo da lista é “sustentabilidade”, justificada por “a sociedade precisar de satisfazer as necessidades das gerações atuais sem comprometer o futuro das vindouras”.

Nono vocábulo é “trotinete”, pois este ano a versão elétrica destes veículos invadiu as cidades, estabelecendo-se como “parte integrante de um novo paradigma de mobilidade urbana”.

A lista fecha com “violência [doméstica]”, já que “é urgente impedir novos casos (…) como os que ocorreram nos últimos anos”.

A “Palavra do Ano” de 2018 foi “enfermeiro”, que alcançou 37,8% dos 226 mil votos validados.

A lista das vencedoras da Palavra do Ano inclui, nas dez edições anteriores, “esmiuçar” (2009), “vuvuzela” (2010), “austeridade” (2011), “entroikado” (2012), “bombeiro” (2013), “corrupção” (2014), “refugiado” (2015), “geringonça” (2016) e “incêndios” (2017).

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Sabe qual é a palavra do ano de 2019? Há dez candidatas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião