Mais de 100 mil pessoas recebem Prestação Social para a Inclusão

  • Lusa
  • 3 Dezembro 2019

Em 95% dos casos, os beneficiários da Prestação Social para a Inclusão (PSI) recebem 273,39 euros por mês.

Um total de 100.570 pessoas com deficiência ou incapacidade recebem, em 95% dos casos, 273,39 euros por mês através da Prestação Social para a Inclusão (PSI) que visa promover o combate à pobreza e incentivar a participação laboral.

A PSI foi criada em 2017 e segundo o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social (MTSSS) contribuiu para simplificar o quadro de benefícios existente até então, nomeadamente o Subsídio Mensal Vitalício, a Pensão Social de Invalidez e a Pensão de Invalidez do Regime Transitório dos Trabalhadores Agrícolas, aumentando a eficácia na proteção social das pessoas com deficiência.

Hoje assinala-se o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, e em comunicado o MTSSS destaca que de janeiro a setembro deste ano, a despesa com a PSI totalizou 248,3 milhões de euros, um crescimento de 28% face ao mesmo período do ano passado.

Esta evolução é classificada pelo ministério como “muito positiva”.

“A promoção dos direitos das pessoas com deficiência e a sua plena inclusão são prioridades fundamentais assumidas pelo Governo. Nesse sentido, foram criados em abril de 2016 os Balcões da Inclusão, que têm como missão prestar informação e disponibilizar mediação especializada e acessível às pessoas com deficiência e/ou incapacidade, famílias e organizações da área”, refere o ministério.

Até ao momento, adianta o MTSSS, foram criados 12 balcões nos Centros Distritais da Segurança Social, um balcão descentralizado do Instituto Nacional para a Reabilitação e um balcão no ISS da Madeira.

Adicionalmente, foram criados 59 Balcões da Inclusão Municipais, tendo sido assinados outros 17 protocolos no dia 26 de novembro.

Desde a criação desta rede foram efetuados 55 mil atendimentos.

No âmbito do Modelo de Apoio à Vida Independente, que disponibiliza assistência pessoal às pessoas com deficiência para a realização de um conjunto de atividades que não consigam ou tenham muita dificuldade em realizar sozinhas, o MTSSS refere que foram já aprovados 38 Centros de Apoio à Vida Independente, que apoiam 601 pessoas em todo o país.

Para a Secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, “considerando o caminho já trilhado, consubstanciado nas medidas já implementadas, o grande desígnio para o atual Governo, no que respeita à inclusão das pessoas com deficiência, centra-se na promoção das acessibilidades, com a adoção de ações concretas com vista à eliminação de barreiras físicas e tecnológicas, a espaços, bens e serviços, bem como na dinamização do emprego para pessoas com deficiência”.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Mais de 100 mil pessoas recebem Prestação Social para a Inclusão

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião