344 mais ricos em Portugal têm fortuna superior a 1.700 milhões

  • ECO
  • 6 Dezembro 2019

Perfil traçado pelas Finanças mostra que 50% tem entre 51 e 70 anos, 82% nasceram em Portugal, mais de metade vive em Lisboa e 70% não têm dependentes.

As 344 pessoas mais ricas do país, para o Fisco — todas as que têm um património mobiliário e imobiliário avaliado em mais de cinco milhões de euros — apresentam uma fortuna total superior a 1.700 milhões de euros, segundo os dados do Fisco, a que o Correio da Manhã (acesso condicionado) teve acesso. O montante representa quase 1% do produto interno bruto (PIB) português em 2018.

Com base no perfil traçado pelas Finanças, 50% destas pessoas tem entre 51 e 70 anos, 82% tem naturalidade portuguesa, 95% é residente em Portugal, sendo que mais de metade vive em Lisboa (52%), e 70% não tem dependentes.

Entre os rendimentos declarados por estes contribuintes, 58% diz respeito a mais-valias, 47% a rendimentos prediais e 44% em rendimentos obtidos no estrangeiro. Entre estes 344, há sete com um património de valor muito significativo, sendo que, segundo a lista da Forbes, as famílias Amorim e Soares dos Santos são as mais ricas do país.

De acordo com o Correio da Manhã, além de a Autoridade Tributária ter analisado estes 344 contribuintes identificou ainda que 688 contribuintes têm rendimentos superiores a 750 mil euros por ano e 631 têm relações com empresas consideradas grandes contribuintes.

Todas estas pessoas fazem parte dos 1.679 grandes contribuintes singulares que estão no radar da Autoridade Tributária. O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes, revelou esta semana no Parlamento que o Fisco mais que duplicou o número de contribuintes individuais de elevada capacidade financeira que são vigiado pela Unidade dos Grandes Contribuintes depois de ter “descoberto mais 921 contribuintes com património elevado.

Comentários ({{ total }})

344 mais ricos em Portugal têm fortuna superior a 1.700 milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião