BCP sobe 3% e anima Lisboa. Ganhos na Europa em dia de eleições no Reino Unido

Bolsas europeias terminaram o dia com ganhos. Investidores aguardam resultados das eleições britânicas para o novo Governo. Por cá, o BCP foi a estrela da sessão lisboeta.

Foi uma sessão positiva em Lisboa, com 15 cotadas a fechar o dia em alta. Destaque para o BCP, cujas ações ganharam mais de 3%. O ambiente externo também favoreceu o risco: de Madrid a Londres, as principais praças europeias registaram ganhos no dia em que Christine Lagarde se estreou na presidência do Banco Central Europeu (BCE) e os britânicos foram às urnas para eleger o novo Governo.

O PSI-20, o principal índice português, ganhou 0,90% para 5.195,54 pontos. Apenas a EDP e CTT encerraram com perdas, enquanto a REN manteve a cotação do fecho anterior. Pela positiva, o BCP foi a estrela da sessão: somou 3,28% para 0,1983 euros. Outros pesos pesados também tiveram nota positiva, casos da Galp e da Jerónimo Martins, com subidas de 1,23% e 0,41%, respetivamente.

“O BCP beneficiou do comportamento do respetivo setor, que foi impulsionado pelas declarações do Presidente do Conselho de Supervisão do BCE, destacaram os analistas do BPI. Andrea Enria referiu que alguns bancos da Zona Euro poderão ver reduzidos os requisitos de capital apesar da aplicação da resolução de Basileia III, o que impulsionou o setor financeiro. O índice Stoxx 600 Banks ganhou mais de 2% para 140,75 pontos.

BCP à boleia da Europa

Não foi o único tema do dia. Christine Lagarde teve esta quinta-feira a sua primeira reunião de política monetária e não mexeu nos juros. Na conferência de imprensa, a francesa diz que vai ter o seu próprio estilo e forma de comunicar.

Por outro lado, os britânicos voltaram às urnas esta quinta-feira. “As sondagens apontam para uma vitória dos Conservadores, mas a margem da vitória, segundo as sondagens, parece ter-se reduzido nas últimas horas”, assinalam os analistas do BPI.

Neste cenário, o índice de referência europeu, o Stoxx 600, ganhou 0,49 para 408,23 pontos. O alemão DAX-30 e o francês CAC-40 valorizaram 0,67% e 0,40%, respetivamente. O espanhol IBEX-35 teve um dos melhores desempenhos do dia na Europa ao fechar em alta de 1,08%.

Do outro lado do Atlântico, Wall Street também está em terreno positivo graças a um tweet de Trump: o presidente americano disse que o acordo com Pequim está “muito perto”. O S&P 500 renovou máximos.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

BCP sobe 3% e anima Lisboa. Ganhos na Europa em dia de eleições no Reino Unido

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião