Depressão Elsa. Com falhas na energia e nos serviços, EDP e Altice reforçam equipas no terreno

Milhares de casas e edifícios ficaram sem luz e alguns serviços ficaram em baixo, devido ao mau tempo que assola o país. Centenas de operacionais estão no terreno para resolver os problemas.

A depressão Elsa está a provocar estragos pelo país, com ventos fortes e chuva que até já levaram a que algumas pessoas ficassem desalojadas. A EDP adiantou que milhares de casas ficaram sem luz, e a Altice decidiu ativar o gabinete de crise e um plano de emergência.

O fornecimento regular de energia elétrica foi interrompido “em milhares de lares” devido ao mau tempo, sendo Viana do Castelo, Braga, Porto e Vila Real os distritos mais afetados, explica Fernanda Bonifácio, diretora de comunicação da EDP Distribuição, ao ECO. Horas mais tarde, a empresa atualizou a informação referindo que Coimbra era também outro dos distritos mais afetados.

A energia está a ser reposta nas diversas localidades, mas a empresa admite que, face ao agravamento previsto das condições meteorológicas, “a rede possa ainda ser mais afetada”.

Perante este cenário, a EDP Distribuição reforçou as equipas operacionais em todo o território, com cerca de 1.200 operacionais no terreno, apoiados por mais de 700 viaturas. A empresa liderada por António Mexia não avança com números relativos às pessoas afetadas pelos danos provados pelo mau tempo, justificando que os números estão sempre a alterar-se. Ainda assim, em comunicado, admite que os danos na rede de distribuição elétrica “são muito significativos, havendo 125 linhas de alta e média tensão afetadas”.

A Altice Portugal também “reforçou as equipas e meios técnicos no terreno, sobretudo nos distritos de Braga, Porto, Viana do Castelo, Viseu, Vila Real e Aveiro”, adiantou a empresa, em comunicado.

O mau tempo afetou a rede de distribuição elétricaEDP Distribuição

Apesar de ter centenas de operacionais, técnicos e elementos de ligação no terreno, “dado que mais de 50% das avarias têm como origem falhas de energia, as equipas da Altice Portugal aguardam pela sua regularização para poderem proceder aos trabalhos de recuperação dos serviços”, explicou a empresa.

Também a Liberty disponibilizou uma linha exclusiva de apoio no âmbito da depressão Elsa que poderá ser usada por clientes e parceiros de negócio para comunicação de ocorrências. Este contacto ode ser feito através do número de telefone 808 500 110 ou por correio eletrónico através do e-mail sinistros.tempestades@libertyseguros.pt. “Através destes canais, os clientes da seguradora poderão receber qualquer esclarecimento no âmbito das perdas ou estragos de bens, bem como obter mais informação sobre o apoio que está a ser prestado pela Liberty no terreno”, explica a seguradora.

Estão já nove distritos sob aviso vermelho, com a previsão de chuva forte e rajadas de vento superiores a 100 quilómetros por hora, anunciou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera. A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil também alertou a população para o agravamento das condições meteorológicas, com agitação marítima forte em toda a costa.

(Notícia atualizada às 20h43 com mais informação)

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Depressão Elsa. Com falhas na energia e nos serviços, EDP e Altice reforçam equipas no terreno

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião