Famílias reforçam aposta nos certificados. Superam os 29 mil milhões pela primeira vez

Famílias portuguesas continuam a colocar as suas poupanças à guarda do Estado a um ritmo modesto. Ainda assim, nunca os certificados tiveram tanto dinheiro: 29 mil milhões de euros.

Os portugueses reforçaram a aposta nos produtos de poupança do Estado em novembro. O valor aplicado nos certificados de aforro e nos certificados do Tesouro engordou 44 milhões no mês passado. Foi um aumento mais acentuado que nos meses mais recentes, mas modesto face ao que aconteceu nos últimos anos. Ainda assim, novembro trouxe uma marca histórica: as famílias têm mais de 29 mil milhões de euros em poupanças à guarda do Estado, um valor nunca visto.

Segundo o último boletim estatístico do Banco de Portugal, o investimento em certificados de aforro aumentou apenas seis milhões de euros em novembro. Estão lá aplicados um total de 12 mil milhões de euros.

Os mesmos dados mostram que as aplicações nos certificados do Tesouro cresceram 38 milhões de euros. É mais do que em outubro, mas continua abaixo da média deste ano — 60 milhões de euros de aplicações líquidas mensais. Em todo o caso, a provar que os certificado do Tesouro continuam a gozar de alguma popularidade junto dos aforradores está este número: 17,015 mil milhões de euros estão colocados neste produto.

Certificados superam 29 mil milhões

Fonte: Banco de Portugal

Tudo somado, desde o início do ano, o investimento nos produtos de poupança do Estado cresce 730 milhões de euros. O objetivo para este ano passa por obter 1.000 milhões de euros junto dos pequenos aforradores. Com dezembro por cumprir, o último mês do ano deverá ter de atrair 230 milhões para o IGCP cumprir a meta.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Famílias reforçam aposta nos certificados. Superam os 29 mil milhões pela primeira vez

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião