BCE estuda benefícios e riscos de criação de uma criptomoeda em euros

  • Lusa
  • 18 Janeiro 2020

O Banco Central Europeu está a estudar os riscos e benefícios associados à criação de uma moeda digital em euros, tendo criado uma equipa especial para analisar esta questão, avança a agência Efe.

A agência adianta que o BCE criou uma equipa especial para explorar a possibilidade de criar uma moeda digital em euros, que compartilhará o seu trabalho com as pesquisas e estudos já realizados por alguns bancos centrais do Eurosistema.

A presidente do BCE, Christine Lagarde, referiu no início de dezembro esperar poder apresentar resultados até meados deste ano. Na ocasião assinalou ser sua convicção pessoal que devemos estar “na vanguarda” e preparados para “responder” a um cenário em que todos os dados indicam que além do projeto de criptomoeda já conhecido, há outros a serem explorados na senda da procura por sistemas de pagamentos mais rápidos e mais baratos.

Christine Lagarde insistiu nesta mensagem já no início deste mês, numa entrevista ao semanário francês de informação económica ‘Challenges’.

A Efe cita também um documento do BCE que refere que a emissão de uma moeda digital poderia garantir que o público em geral pudesse usar o dinheiro do banco central, mesmo que a circulação de moeda física caísse. O BCE insiste, porém, que “o dinheiro ainda é um meio de pagamento popular na área do euro”.

Em novembro de 2018, o Banco Central Europeu (BCE) colocou em operação um serviço para liquidar pagamentos imediatos (TARGET (TIPS, nas siglas em inglês), que permite aos cidadãos e às empresas realizar transferências em tempo real, estando disponível durante 24 horas todos os dias.

Comentários ({{ total }})

BCE estuda benefícios e riscos de criação de uma criptomoeda em euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião