BCP perde mais de 1% e pressiona, mas Lisboa resiste

A bolsa nacional abriu em terreno positivo, apesar da queda de mais de 1% protagonizada pelos títulos do BCP. Papeleiras e cotadas do setor da energia puxam por Lisboa.

Ao contrário do que se está a registar nas demais praças do Velho Continente, Lisboa está a valorizar. Esta é a oitava sessão consecutiva de ganhos para a bolsa portuguesa. O BCP está a perder quase 1%, evitando maiores avanços na praça nacional.

O índice de referência nacional, o PSI-20, valoriza 0,04% para 5.309,97 pontos. Lá fora, a tendência é a inversa. O Stoxx 600 abriu a cair 0,2%, o alemã Dax a recuar 0,2%, o francês CAC 40 a descer 0,1% e o espanhol Ibex a perder 0,1%.

Na praça nacional, destaque para as papeleiras. As ações da Altri valorizam 1,63% para 6,25 euros e as da Semapa 0,76% para 13,36 euros. As da Navigator contrariam a tendência, recuando 0,24% para 3,346 euros.

Ainda no verde, a energia puxa pela bolsa. Os títulos da EDP Renováveis somam 0,55% para 10,88 euros, e os da Galp Energia sobem 0,53% para 15,1 euros.

Do outro lado da linha de água, é o BCP o protagonista das maiores perdas. Os títulos do banco desvalorizam 1,51% para 0,1896 euros, pressionando a bolsa nacional. Isto depois do Bank Millennium, na Polónia, ter anunciado uma provisão de 35 milhões de euros por causa dos créditos em francos suíços.

Em terreno negativo está também a Jerónimo Martins, cujas ações recuam 0,35% para 15,595 euros, e a EDP, cujos títulos descem 0,12% para 4,112 euros.

Comentários ({{ total }})

BCP perde mais de 1% e pressiona, mas Lisboa resiste

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião