Vale e Tüv Süd e mais 16 pessoas acusadas por rutura de barragem no Brasil

  • Lusa
  • 21 Janeiro 2020

O Ministério Público de Minas Gerais, Brasil, acusou esta terça-feira a empresa brasileira Vale, a companhia alemã Tüv Süd e mais 16 pessoas pelo crime de homicídio doloso na rutura de uma barragem.

O Ministério Público de Minas Gerais, Brasil, acusou esta terça-feira a empresa brasileira Vale, a companhia alemã Tüv Süd e mais 16 pessoas pelo crime de homicídio doloso na rutura de uma barragem em Brumadinho, que provocou 270 mortos.

Além de homicídio doloso, em que há a intenção de matar, os suspeitos são ainda acusados de crimes ambientais, anunciou hoje o Ministério Público de Minas Gerais através da rede social Twitter.

Entre as 16 pessoas acusadas está o ex-presidente da Vale, Fabio Schvartsman, 10 funcionários da companhia brasileira, e cinco da empresa de consultoria alemã Tüv Süd, que atestou a estabilidade da barragem.

Em conferência com a imprensa local na tarde de hoje, o Ministério Público informou que a mineira Vale e a empresa de consultoria TÜV SÜD emitiram falsas declarações de condição de estabilidade de pelo menos 10 barragens, sendo que a estrutura que rompeu em Brumadinho, no estado de Minas Gerais, em 25 de janeiro de 2019, estava entre elas.

Era uma lista mantida sigilosamente, internamente, pela Vale. Uma lista de pelo menos 10 barragens em ‘situação inaceitável de segurança’“, disse o coordenador do núcleo criminal do Ministério Público responsável pelo caso, William Garcia Pinto Coelho.

Prestes a completar um ano após a rutura da barragem da Vale, a pequena cidade de Brumadinho permanece devastada e algumas famílias ainda não recuperaram os corpos dos seus familiares.

Em 25 de janeiro de 2019, a barragem da mina Corrego do Feijão da Vale, em Brumadinho, cedeu, despejando milhões de toneladas de lama e resíduos de minérios.

A torrente de lama castanho-avermelhada matou 270 pessoas, destruiu casas, estradas e árvores e contaminou rios.

Comentários ({{ total }})

Vale e Tüv Süd e mais 16 pessoas acusadas por rutura de barragem no Brasil

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião