JB Capital Markets reforça presença em Portugal. “Queremos trazer empresas portuguesas e espanholas para a bolsa”

Corretora apresentou-se como intermediário financeiro membro da Euronext Lisbon. Após ter participado no dual listing da Merlin, quer aumentar o número de operações e de research em Portugal.

Os espanhóis da JB Capital Markets estão a reforçar a presença em Portugal, tendo entrado na família Euronext Lisbon como membros do mercado. A financeira apresentou-se esta sexta-feira na bolsa de Lisboa e já tem na mira entradas em bolsa tanto de empresas portuguesas como espanholas.

Vemos muitas oportunidades para trabalhar com empresas portuguesas“, afirmou Alberto Elias, presidente da JB Capital Markets, na sessão especial na bolsa de Lisboa em que se apresentaram como intermediários financeiros, membros da Euronext.

“Espero uma série de IPO [initial public offering] nos próximos anos, também aumentos de capital e outras operações para aumentar a liquidez das ações”, afirmou. Questionado sobre se vê entrada em bolsa de empresas portuguesas ou espanholas, Elias respondeu: “das duas, mas principalmente portuguesas”, acrescentando que o imobiliário e a energia renovável são setores especialmente atrativos.

A corretora, criada em 2018 em Madrid, já participou em outras operações no mercado de capitais português — mais recentemente o dual listing da espanhola Merlin Properties — e quer aumentar a atividade no país. “Vemos muitas oportunidades para trazer novas empresas para o mercado. Se há alguma alinhada? Não, mas falamos com muitas”.

Além destas operações, a JB Capital Markets é também uma das empresas com cobertura de ações portuguesas. Produz, atualmente, research sobre 16 empresas do PSI-20 (apenas não cobre os CTT e a Galp), bem como outras três do PSI Geral: a Merlin, a Novabase e a VAA.

O nosso objetivo é cobrir todas as empresas do PSI-20. Estamos em Portugal com uma abordagem de longo prazo e este é um passo incremental. Queremos fazer mais negócios e mais dinheiro aqui”, acrescentou Alberto Elisas, especificando que poderá também ter um banqueiro em Lisboa. Atualmente, toda a atividade sobre as cotadas portuguesas é realizada a partir de Madrid, onde sete dos 15 trabalhadores são portugueses.

Do lado da bolsa de Lisboa, a presidente Isabel Ucha classificou a admissão da corretora como membro da Euronext Lisbon como uma “boa notícia” para o mercado de capitais e para a economia. “Mostra o empenho da empresa em expandir atividade em Portugal e mostra que a JB Capital Markets acredita que há oportunidades em Portugal”, disse.

Comentários ({{ total }})

JB Capital Markets reforça presença em Portugal. “Queremos trazer empresas portuguesas e espanholas para a bolsa”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião