Trabalhadores da Efacec estão “muito preocupados”

Os trabalhadores da Efacec diz estar "muito preocupados" com o caso Luanda Leaks, que já levou Isabel dos Santos a anunciar a saída do capital desta empresa.

Depois de Isabel dos Santos ter anunciado que irá sair do capital da Efacec, os trabalhadores desta empresa — representados pelo sindicato dos trabalhadores das indústrias transformadoras (SITE) — dizem estar “muito preocupados” com o caso Luanda Leaks.

Em declarações à RTP 3, o dirigente da estrutura sindical em causa disse que irá tentar “perceber melhor o que está a acontecer”, tendo já pedido para agendar reuniões com a administração da Efacec, bem como com o ministro da Economia e com o secretário de Estado do Trabalho.

O sindicalista apelou ainda que Isabel dos Santos aproveite esta oportunidade para ditar à administração da Efacec que termine com o processo de despedimento coletivo “injusto”, que foi iniciado em 2018.

Esta manhã, foi anunciado, em comunicado, que Isabel dos Santos vai sair do capital do Efacec, na sequência da investigação que deu conta que a empresária terá desviado mais de 100 milhões de dólares em fundos públicos da Sonangol para o Dubai. A angolana já tinha, além disso, colocado à venda a sua posição no Eurobic.

“A engenheira Isabel dos Santos informou o conselho de administração que decidiu sair da estrutura acionista da Efacec Power Solutions, com efeitos definitivos”, anunciou a Efacec, em comunicado.

Comentários ({{ total }})

Trabalhadores da Efacec estão “muito preocupados”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião