Luanda Leaks

Um consórcio de jornalismo de investigação revelou mais de 715 mil ficheiros, sob o nome de “Luanda Leaks”, que detalham esquemas financeiros de Isabel dos Santos e do marido.

Ministério Público da Holanda congelou a participação do empresário Sindika Dokolo da Exem Energy, forçou a sua saída do conselho de administração da Esperaza e ordenou a divisão de dividendos.

Isabel dos Santos disse que “irritou muita gente” ao anular contratos que lesavam a Sonangol e revelou que as contas com muito dinheiro de pessoas ligadas à petrolífera não surpreendem.