Governo reabre processo para corrigir mapa das freguesias

  • Lusa
  • 26 Janeiro 2020

Há "disponibilidade do Governo para revisitar o mapa de freguesias". Critérios devem ser "estabelecidos à ‘priori’ com as associações representativas dos municípios e das freguesias".

O Governo reabriu o processo para a correção ao mapa de freguesias, num compromisso com as associações de municípios e de freguesias, anunciou hoje o secretário de Estado da Descentralização e Administração Local, Jorge Botelho.

“Iremos retomar um processo para verificar o mapa de freguesias, através de um conjunto de critérios que estão objetivados e que agora é preciso consolidar para eventuais correções”, disse o governante.

O anúncio foi feito por Jorge Botelho ao intervir na sessão de encerramento do XVII Congresso Nacional de Freguesias (Anafre), que decorreu entre sexta-feira e hoje em Portimão, no distrito de Faro.

À margem do encontro, o secretário de Estado concretizou à Lusa que “os critérios devem ser estabelecidos à ‘priori’ com as associações representativas dos municípios e das freguesias, antes de se avançar”.

“Existe a disponibilidade do Governo para revisitar o mapa de freguesias, mas primeiro temos de estabelecer os critérios com as associações representativas”, sublinhou.

Segundo o governante, no anterior Governo “houve já essa negociação, mas os parceiros não foram favoráveis e, o processo de alguma forma, e como se entrou num período eleitoral, não foi possível fechá-lo”.

“Vamos reabri-lo no ponto em que está para ver se é possível chegar a acordos para depois, obviamente, irmos ao encontro de uma aspiração de algumas freguesias”, indicou.

Na sessão de encerramento, Jorge Veloso (PS), que neste congresso assumiu a presidência da Associação Nacional de Freguesias (Anafre), falou dos desafios que tem pela frente, numa altura em que o mandato de quatro anos está a meio.

Entre eles, o dirigente destacou o desafio do processo de descentralização de competências em curso, apelando às autarquias para, “de uma vez por todas”, assumirem as suas responsabilidades nesta matéria.

“Não podemos andar sempre a culpar terceiros por ainda não termos mais competências e mais dinheiro, somos nós que devemos liderar o processo”, referiu, pedindo às freguesias que tenham a iniciativa de abrir o processo negocial com os municípios.

Relativamente à reforma administrativa, o presidente da Anafre assumiu o compromisso de reiniciar o diálogo institucional de forma a “contribuir ativamente” para a elaboração da lei quadro de criação, modificação e extinção de freguesias.

Contudo, advertiu que “é urgente e fundamental encontrar um mecanismo célere que permita resolver as situações que necessitem de correção, a tempo das próximas eleições autárquicas”.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Governo reabre processo para corrigir mapa das freguesias

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião