Quem vende mais? Apple “apanha” a Samsung

Quem vende mais? Samsung tem sido a líder incontestável na venda de smartphones, mas no final do ano passado terá sido "apanhada" pela rival norte-americana.

Durante vários anos, a Samsung tem sido líder incontestável na venda de smartphones. Mas a hegemonia sul coreana poderá ter os dias contados, tendo em conta o crescimento exponencial apresentado pela rival norte-americana. A Apple terá, de acordo com as estimativas dos analistas, conseguido “apanhar” a Samsung. Ou mesmo superado.

Segundo as estimativas consultadas pela Bloomberg (acesso condicionado), os analistas da Estrategy Analytics estimam que a empresa liderada por Tim Cook tenha enviado para as lojas 70,7 milhões de iPhones durante o último trimestre do ano passado, um número ligeiramente superior ao da Samsung que distribuiu 68,8 milhões de smartphones. Por outro lado, Canalys avança com uma projeção de 78 milhões para a Apple e 71 milhões para a Samsung.

Mas as estimativas não dão sempre o título de líder à Apple. A IHS Markit estima que a empresa fundada por Steve Jobs tenha conseguido vender 67,7 milhões de smartphones, valor ligeiramente inferior aos 70,7 milhões da Samsung.

Estas dados baseiam-se em estimativas, uma vez que a Apple deixou de revelar oficialmente o número de aparelhos vendidos. A análise refere ainda que a Huawei, outra das principais fabricantes de smartphones está a perder terreno.

Esta quinta-feira a Apple apresentou os resultados relativos ao primeiro trimestre fiscal, concluído em dezembro. As receitas da empresa alcançaram um recorde de 91,82 mil milhões de dólares entre outubro e dezembro e comparam com os 84,31 mil milhões gerados no período homólogo. Ao mesmo tempo, as vendas de novos iPhones alcançaram os 55,96 mil milhões de dólares, um aumento face aos 51,98 mil milhões de dólares registados no mesmo trimestre de 2018.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Quem vende mais? Apple “apanha” a Samsung

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião