Novo Banco contrata detetives para seguir patrão da Ongoing

  • ECO
  • 28 Fevereiro 2020

Nuno Vasconcellos deixou créditos de milhões de euros por pagar ao Novo Banco. Instituição está a fazer levantamento de bens associados ao ex-gestor da Ongoing.

O Novo Banco contratou equipas especializadas, nas quais se incluem investigadores privados, para fazerem o levantamento de todos os bens que possam ser associados a Nuno Vasconcellos, ex-gestor da Ongoing, revela o Correio da Manhã (acesso pago).

A informação recolhida irá servir de base a ações judiciais de cobrança de dívidas que a Ongoing deixou por pagar, créditos esses que o Novo Banco chegou a incluir no chamado Projeto Nata II, uma carteira de créditos do Novo Banco avaliada em 3,3 mil milhões de euros, mas cuja alienação foi travada pelo Fundo de Resolução.

A dívida da empresa de Vasconcellos, que entretanto rumou ao Brasil, ascendia a 493,5 milhões de euros. Contudo, a Ongoing fez saber que, em Portugal, tinha apenas disponíveis 7.500 euros para fazer face ao pagamento das dívidas reclamadas pelos credores, num valor de 1,3 mil milhões de euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Novo Banco contrata detetives para seguir patrão da Ongoing

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião