Michael Bloomberg desiste da corrida à Casa Branca e apoia Joe Biden

  • ECO
  • 4 Março 2020

Após gastar 500 milhões de dólares na candidatura, o magnata desistiu. Biden que continua à frente nestas primárias democratas nos Estados Unidos em pelo menos oito estados.

Michael Bloomberg desistiu da corrida à Casa Branca. O multimilionário suspendeu a candidatura para as primárias democratas após gastar 500 milhões de dólares, segundo noticia o The Guardian (acesso livre, conteúdo em inglês). Vai apoiar Joe Biden para concorrer contra o atual presidente Donald Trump em novembro.

A decisão resultou da avaliação feita pelo magnata dos media aos resultados da Super Tuesday. Bloomberg, que optou por não se apresentar nos primeiros estados e entrar só na corrida à nomeação democrata agora, obteve resultados muito abaixo das expectativas.

Bernie Sanders ganhou no estado da Califórnia, mas é Biden que continua à frente nestas primárias democratas nos Estados Unidos em pelo menos oito estados: Alabama, Oklahoma, Tennessee, Virgínia, Carolina do Sul North, Arkansas, Minnesota e Massachusetts.

Os oito estados que Biden ganhou distribuíram um total de 559 delegados que votarão para eleger o candidato do partido da Casa Branca para as eleições de 3 de novembro na convenção democrata, enquanto os quatro de Sanders — Califórnia, Colorado, Utah e Vermont, representam 527 delegados.

A Super Tuesday é uma mega jornada eleitoral para eleger mais de um terço dos 3.979 delegados, que vão escolher o candidato democrata nas eleições presidenciais de 3 de novembro.

O novo panorama dificulta a previsão de nomear o grande o vencedor da noite, acentuando a polarização em torno das duas alas: a moderada, representada pelo ex vice-presidente de Barack Obama, e a progressista, liderada por Sanders.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Michael Bloomberg desiste da corrida à Casa Branca e apoia Joe Biden

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião