Há mais um caso de coronavírus em Portugal. São cinco os infetados

  • ECO
  • 4 Março 2020

Deram positivos os testes a mais um português vindo de Itália. São agora cinco os infetados no país: quatro no Porto e um em Lisboa.

Deram positivos os testes a mais um português de 44 anos vindo de Itália. O homem está internado no Hospital de São João no Porto, avança a RTP. São agora cinco os infetados com Covid-19 no país: quatro no Porto e um em Lisboa.

A situação clínica do homem é “estável”, de acordo com o comunicado da Direção Geral da Saúde enviado às redações, estando em isolamento na unidade de doentes infecciosos do hospital de São João do Porto, uma unidade que conta com 25 camas para acolher este tipo de situações.

Na terça-feira ao final do dia, a Direção Geral de Saúde revelou que há dois novos casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus em Portugal. Há um novo caso no Porto e outro em Lisboa.

Dos dois novos infetados, um é um homem de 60 anos que está internado no Centro Hospitalar Universitário de São João, no Porto. O outro é um homem de 37 anos, que está internado no Hospital Curry Cabral, em Lisboa. Ambos os pacientes têm ligações a casos confirmados de Covid-19, em Portugal.

O novo coronavírus “chegou” a Portugal na segunda-feira, depois de já vários casos suspeitos terem dado negativo.

Os dois primeiros casos no país dizem respeito a um médico de 60 anos que esteve de férias no norte de Itália e um outro homem de 33 anos que esteve em Valência, Espanha. Na sequência destes casos, a ministra da Saúde, Marta Temido, que ambos os pacientes encontram-se estáveis e “em boa condição de saúde”.

Portugal para já não vai decretar estado de alerta, sendo a prioridade conter o vírus e pôr em prático os vários planos de contingência.

A nível global, a epidemia do novo coronavírus, que provoca a doença designada por Covid-19, e que teve origem na província de Hubei, na China, já infetou 91.783, das quais 3.123 morreram, segundo o último balanço do Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças.

(Notícia atualizada com mais informações)

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Há mais um caso de coronavírus em Portugal. São cinco os infetados

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião