CP volta a transportar mais passageiros. Foram 145 milhões em 2019

O número de passageiros transportados nos comboios da CP aumentou 15% no espaço de um ano, totalizando 145 milhões. Urbanos de Lisboa e Porto registaram as maiores subidas.

O número de pessoas a viajar nos comboios da CP – Comboios de Portugal aumentou 15% no espaço de um ano, anunciou a empresa. No ano passado, foram transportadas cerca de 145 milhões de pessoas, mais 19 milhões do que no ano anterior. Foi nos comboios urbanos de Lisboa e do Porto onde se observaram os maiores aumentos do número de passageiros.

Esta subida de 15% confirma a “tendência de crescimento já verificada em anos anteriores” e que, no ano passado, “foi transversal a todos os serviços da empresa”, refere a CP, em comunicado. Assim como o número de passageiros, também as receitas de tráfego melhoraram: subiram 5,7% para cerca de 274 milhões de euros.

E foi nos comboios urbanos de Lisboa e do Porto que se observou um aumento mais acentuado de passageiros: foram 103 milhões de pessoas na capital (18,4%) e 24 milhões na Invicta (7,7%).

Já nos serviços de longo curso — Alfa e Intercidades –, viajaram cerca de 6,7 milhões de passageiros, uma subida de 4,9% face ao ano anterior. Por sua vez, nos comboios regionais passaram cerca de 11 milhões de passageiros, um aumento de 5,2%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

CP volta a transportar mais passageiros. Foram 145 milhões em 2019

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião