Uber admite suspender contas de condutores e passageiros que tenham coronavírus

A plataforma de mobilidade notificou os utilizadores referindo que poderá suspender temporariamente as contas de pessoas que testem positivo para o Covid-19 ou que tenham estado com pessoas infetadas.

A Uber notificou os condutores e passageiros que poderá suspender temporariamente as contas dos utilizadores que testem positivo para o novo coronavírus ou que tenham estado em contacto com pessoas infetadas.

A plataforma de mobilidade tem uma equipa a trabalhar 24 horas por dia em conjunto com especialistas em saúde pública, por forma a gerir a situação. “Temos uma equipa dedicada a nível global, aconselhada por especialistas em saúde pública a trabalhar para responder em cada um dos mercados em que operamos em todo o mundo“, disse fonte oficial da Uber à Reuters (acesso livre, conteúdo em inglês).

À medida que os novos casos de infeção vão aparecendo, surgem histórias de motoristas contagiados por passageiros em várias partes do mundo. Por isso, plataformas como a Uber, Lyft, DoorDash e outras estão em conversações para criarem um fundo que compense os motoristas infetados pelo novo coronavírus, avançou na segunda-feira o The Wall Street Journal (acesso pago, conteúdo em inglês).

Contactado pelo Observador, fonte oficial da Uber garantiu que a empresa irá dar uma compensação a todos os motoristas e estafetas em Portugal que sejam colocados em quarentena “por uma autoridade de saúde pública”, isto num período de 14 dias.

A plataforma de mobilidade publicou no site, em inglês, um conjunto de medidas que está a tomar por forma a mitigar a contaminação por Covid-19. Limpeza dos carros, compensação financeira dos motoristas, ou no caso da Uber Eats, a possibilidade de deixar a entrega da comida à porta de casa, ao invés de entregar o pedido em mão, são algumas das políticas.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Uber admite suspender contas de condutores e passageiros que tenham coronavírus

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião