BRANDS' ADVOCATUS Leia o trabalho da vencedora do 1º Prémio Rui Pena sobre a viabilidade do carro elétrico

  • BRANDS' ADVOCATUS
  • 16 Março 2020

Augusta Mattos venceu a 1ª edição do Prémio Rui Pena, iniciativa conjunta da CMS Rui Pena & Arnaut e ECO/Advocatus, com um trabalho de investigação sobre o carro elétrico.

Promover a investigação e o estudo na área do direito da Energia. É este o principal objetivo do Prémio Rui Pena, uma iniciativa da CMS Rui Pena & Arnaut e do ECO/Advocatus, lançada em 2018, e que presta homenagem a Rui Pena naquela que foi a sua área de prática (Direito Público no setor da energia).

Destinado a alunos de licenciatura, pós-graduação, mestrado e doutoramento que tenham trabalho académico inédito desenvolvido na área do Direito da Energia, o prémio teve como vencedora na primeira edição Augusta Mattos, mestre em Ciências Jurídico-Ambientais pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.

Sob o título O carro elétrico e as estratégias da União Europeia para diminuir as emissões na mobilidade individual, a investigação vencedora conclui que há “viabilidade do carro elétrico como alternativa sustentável na mobilidade individual para a redução das emissões de CO2, desde que o país possua a maior parte de sua fonte de energia baseada em energias renováveis e a necessidade do melhoramento das políticas públicas para a mobilidade elétrica”, tal como explicou a autora em entrevista à Advocatus.

Descubra o trabalho vencedor, de Augusta Mattos, neste e-book.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Leia o trabalho da vencedora do 1º Prémio Rui Pena sobre a viabilidade do carro elétrico

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião