Covid-19 já matou 7.182 pessoas e infetou mais de 180 mil em todo o mundo

  • Lusa e ECO
  • 17 Março 2020

Um total de 7.182 pessoas morreram devido a mais de 180 mil casos de contaminação identificados em 145 países e territórios, desde o princípio da pandemia, em dezembro.

O novo coronavírus já infetou desde dezembro 184.136 pessoas e o número de mortes subiu para 7.182, segundo o site world meter. Há ainda 79.927 pessoas recuperadas.

No entanto, segundo um outro balanço da AFP às 09h00 desta terça-feira, foram registadas mais de 180.090 contaminações em 145 países e territórios. Desde o último balanço às 17h00 de segunda-feira, foram registadas 56 novas mortes e 4.569 casos registados em todo o mundo.

A China (excluindo os territórios de Hong Kong e Macau), onde a epidemia eclodiu no final de dezembro, totalizou 80.881 casos, incluindo 3.226 mortes e 68.869 recuperações. Foram anunciados 21 novos casos e 13 novas mortes entre segunda e terça-feira, aponta a AFP.

Em outras partes do mundo, foram registadas até às 09h00 um total de 3.837 mortes (43 novas) para 99.215 casos (4.548 novas). Os países mais afetados depois da China são Itália, com 2.158 mortes para 27.980 casos, o Irão com 853 mortes (14.991 casos), Espanha com 309 mortes (9.191 casos) e França com 148 mortes (6.633 casos).

Desde as 17h00 de segunda-feira, a República Dominicana anunciou a primeira morte relacionada a vírus.

A Ásia totalizou 92.601 casos (3.360 mortes), Europa 63.941 casos (2.738 mortes), Médio Oriente Médio 16.594 casos (869 mortes), Estados Unidos e Canadá 5.085 casos (73 mortes), América Latina e Caraíbas 990 casos (oito mortes), Oceânia 450 casos (cinco mortes) e África 435 casos (10 mortes).

Em Portugal, foi registada na segunda-feira a primeira morte relacionada com o novo coronavírus e 331 casos de infeção.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Covid-19 já matou 7.182 pessoas e infetou mais de 180 mil em todo o mundo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião