Covid-19: Reino Unido avança garantias financeiras de 364 mil milhões para ajudar economia

  • Lusa
  • 17 Março 2020

Governo britânico anunciou fundo de 330 mil milhões de libras (364 mil milhões de euros) para ajudar as empresas e a economia britânica a resistir aos efeitos da pandemia do coronavírus.

O governo britânico anunciou esta terça-feira um fundo de 330 mil milhões de libras (364 mil milhões de euros) para ajudar as empresas e a economia britânica a resistir aos efeitos da pandemia do coronavírus Covid-19.

“Posso anunciar hoje um pacote sem precedentes de empréstimos garantidos pelo Governo para apoiar as empresas a superar isto. Hoje estou a disponibilizar garantias iniciais de 330 mil milhões de libras equivalentes a 15% do nosso PIB [Produto Interno Bruno]”, anunciou o ministro das Finanças, Rishi Sunak.

As medidas são destinadas a que “qualquer empresa que precise de dinheiro para pagar a renda, salários, fornecedores ou compra de ações poderá ter acesso a um empréstimo ou crédito com garantia do Governo em condições atrativas. E se a procura for maior, irei mais longe e fornecerei a capacidade necessária”, prometeu.

Sunak já tinha avançado com um pacote de medidas no valor de 30 mil milhões de libras (34 mil milhões de euros) para estimular a economia e ajudar trabalhadores e empresas afetados pela epidemia do novo coronavírus no orçamento de Estado apresentado na semana passada.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Covid-19: Reino Unido avança garantias financeiras de 364 mil milhões para ajudar economia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião