China sem casos de transmissão local de Covid-19 pela primeira vez. Tem um caso importado de Portugal

O número de novos casos de coronavírus na China tem vindo a abrandar. Entre os casos importados nos últimos dias encontra-se um de Portugal.

Pela primeira vez desde que o surto começou, a China não registou nenhum novo caso de transmissão local de Covid-19. As autoridades de saúde do país, que identificou os primeiros casos do novo coronavírus no final do ano passado, contou 34 novos casos nesta quinta-feira, todos de pessoas que tinham viajado recentemente.

Entre os casos importados na China continental nos últimos dias encontra-se um de Portugal, em Xangai, de acordo com o Global Times (acesso livre, conteúdo em inglês), jornal de língua inglesa do grupo do Diário do Povo, o órgão central do Partido Comunista chinês. A maioria dos casos importados resultou de viagens ao Irão, Itália ou Espanha, algumas das regiões mais afetadas, atualmente, pelo novo coronavírus.

Foi na cidade de Wuhan, na província de Hubei, que surgiram os primeiros casos do Covid-19. Na cidade de Wuhan, o bloqueio poderá estar a chegar ao fim, sendo que está sem novos casos há 14 dias, adianta o The Guardian (acesso livre, conteúdo em inglês), citando um jornal chinês.

Em Hubei também não se registaram nenhuns novos casos nesta quarta-feira. No total, há cerca de 81 mil casos de infeção pelo Covid-19 na China e mais de 3.400 mortes. A Europa já passou a ser o epicentro da pandemia, de acordo com a Organização Mundial de Saúde, por identificar mais mais casos todos os dias do que aqueles registados na China no auge do surto.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

China sem casos de transmissão local de Covid-19 pela primeira vez. Tem um caso importado de Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião