Covid-19: Miranda cria equipa jurídica multinacional para dar apoio aos clientes

A Miranda Alliance criou uma equipa jurídica multinacional que vai prestar auxílio aos clientes, nas mais diversas jurisdições, em questões relacionadas com o Covid-19.

A Miranda Alliance criou uma equipa especializada para responder às diversas questões jurídicas relacionadas com a pandemia Covid-19, a Support Team. Este novo mecanismos abrange todas as jurisdições que a sociedade está presente.

“A pandemia do coronavírus requer uma resposta global e rápida. Para dar a assistência que os nossos clientes precisam, criámos uma equipa com advogados de diferentes jurisdições e áreas de especialização, prontos para lhes dar uma resposta urgente e abrangente e para ajudá-los com as consequências da situação atual”, nota a sociedade em comunicado.

Através da Support Team, a Miranda Alliance propõe-se a auxiliar os seus clientes nos mais diversos desafios resultantes do Covid-19, seja através de assessorias sobre as novas regras laborais, revisão de contratos e reestruturação de atividades, mitigação de responsabilidades civis e criminais, assessoria a empresas internacionais e ainda na identificação dos benefícios fiscais e governamentais que as empresas podem aceder.

A Miranda Alliance reúne cerca de 230 advogados em 19 jurisdições, espalhadas por quatro continentes.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Covid-19: Miranda cria equipa jurídica multinacional para dar apoio aos clientes

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião