Empresas têm até hoje para pagar o IVA. Podem fasear

  • Lusa
  • 20 Abril 2020

Pagamentos podem ser fracionados em três ou seis prestações, sendo que o primeiro terço ou sexto do valor devido em abril tem de ser pago até esta segunda-feira.

O Governo alargou até esta segunda-feira, 20 de abril, o prazo para os contribuintes do regime mensal do IVA procederem ao pagamento do imposto, havendo a possibilidade de aderirem ao faseamento, pagando este mês um terço ou um sexto do valor devido.

Em causa está a entrega do IVA que resulta das declarações periódica que este mês, excecionalmente – devido ao surto de Covid-19 e à tolerância de ponto da Páscoa – puderam ser entregues até ao dia 17 e não no dia 10, como decorre da lei.

No despacho em que prorrogou as datas, o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes, determinou que “a entrega do imposto exigível que resulte das declarações periódicas (…) possa ser efetuada até 20 de abril, sem prejuízo de adesão a regime de pagamento em prestações que seja aplicável”.

Entre as medidas tomadas pelo Governo para mitigar o impacto da pandemia provocada pelo novo coronavírus inclui-se a flexibilização do pagamento de vários impostos.

No caso do IVA, podem aderir ao pagamento faseado todas as empresas e trabalhadores independentes que em 2018 tiveram um volume de negócios inferior a 10 milhões de euros, as empresas que tiveram de encerrar a atividade no âmbito do estado de emergência e ainda as que registaram uma quebra superior a 20% da faturação face à média dos três meses anteriores ao mês da obrigação fiscal face ao período homólogo.

Os pagamentos podem ser fracionados em três ou seis prestações, sendo que o primeiro terço ou sexto do valor devido em abril tem de ser pago até esta segunda-feira.

Em maio, será entregue mais um terço ou sexto do IVA devido em abril e um terço ou um sexto do IVA devido nesse mês. Este fracionamento é possível para o IVA devido até ao final do segundo trimestre.

De acordo com o Código do IVA estão enquadrados no regime mensal do IVA os contribuintes que no ano anterior registaram um volume de negócios igual ou superior a 650 mil euros.

Nesta situação, o imposto tem de ser pago até ao dia 15 do segundo mês seguinte àquele a que respeitam as operações.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Empresas têm até hoje para pagar o IVA. Podem fasear

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião