PSI-20 desce 1% com EDP em ex-dividendo a pressionar

A EDP desconta hoje o dividendo a distribuir aos acionistas, o que está a pressionar o PSI-20. A bolsa nacional perde 1% no arranque da sessão desta terça-feira.

A bolsa nacional abriu esta terça-feira em queda influenciada pelos receios dos investidores a nível mundial com a possibilidade de haver um segundo surto do novo coronavírus. O PSI-20 desce 1,01% para os 4.167,97 pontos, seguindo em baixa pela segunda sessão consecutiva.

Esta madrugada, as bolsas asiáticas desvalorizaram por causa da crescente preocupação com uma segunda vaga de contágio, após Wuhan ter registado os primeiros novos casos desde que o desconfinamento começou. O mesmo receio é partilhado pelos investidores na Europa com vários países europeus em desconfinamento desde a semana passada, à semelhança de Portugal. O Stoxx 600, o índice que agrega as 600 principais cotadas europeias, segue em baixa também.

No diário de bolsa, os analistas do BPI consideram que existe “alguma fadiga dos principais índices”, após as fortes quedas de março seguida de uma recuperação também forte desde então, o que poderá levar agora a um período de “consolidação”.

Entre as cotadas, é de assinalar que a EDP está em ex-dividendo esta terça-feira. O pagamento de 19 cêntimos por ação (total de 694,7 milhões de euros) ocorre a 14 de maio, sendo que o título negoceia já nesta terça-feira a descontar esse dividendo. A cotada está a cair 0,54% para os 3,89 euros, mas descontando esse efeito estaria a cair menos de 0,1% face à cotação de ontem.

“Para além da envolvente externa, a abertura da bolsa nacional deverá ser negativamente influenciada pelo facto da EDP negociar sob a forma de ex-dividendo“, antecipavam também os analistas do BPI, calculando que este efeito seja equivalente a uma queda de aproximadamente 0,8% do PSI-20 dado o peso da EDP no principal índice lisboeta.

À semelhança da EDP, a maior parte das cotadas do PSI-20 está em queda, como é o caso do setor do papel com as desvalorizações da Semapa, cujas ações descem mais de 2%, e da Altri e da Navigator, cujos títulos descem mais de 1%.

A travar maiores perdas no PSI-20 está a subida de cotadas como a Ibersol, a EDP Renováveis e a Jerónimo Martins. No caso da retalhista, cujas ações sobem 0,32% para os 15,78 euros, esta subida ocorre um dia antes de a cotada dona do Pingo Doce apresentar os resultados do primeiro trimestre.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

PSI-20 desce 1% com EDP em ex-dividendo a pressionar

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião