BCP cai 2% após queda nos lucros na Polónia. Bolsa de Lisboa desvaloriza

Bolsa portuguesa acompanhou o sentimento que se assistiu por toda a Europa, com os investidores a espelharem receios sobre o impacto da pandemia na economia.

A bolsa de Lisboa desvalorizou na sessão desta segunda-feira, pondo fim ao sentimento positivo que se viveu na semana passada. Em linha com as perdas na Europa, o índice PSI-20 recuou 0,67% para 4.209,83 pontos e fechou com 15 das 18 cotadas em terreno negativo.

O BCP foi uma das cotadas que pesou no índice. A unidade polaca do banco, o Bank Millennium, viu os lucros baixarem 89% para 18,1 milhões de zlótis (4,2 milhões de euros), em termos homólogos no primeiro trimestre. Já nos três meses anteriores os lucros estavam em queda. O anúncio pressionou as ações do banco liderado por Miguel Maya, que afundaram 2,42% para 0,0929 euros por ação.

Esta não foi, ainda assim, a maior queda do índice. No papel, a Navigator tombou 3,77% para 2,246 euros e a Semapa 2,9% para 8,70 euros. A telecom Nos desvalorizou 2,56% para 3,28 euros.

Na energia, o sentimento foi misto. A petrolífera Galp Energia perdeu 1,22% para 10,135 euros, enquanto a elétrica EDP recuou 0,5% para 4,104 euros. Em sentido contrário, a EDP Renováveis avançou 1,8% para 11,30 euros. Também se destacaram os ganhos da Jerónimo Martins (1,94%) e da Ibersol (7,45%).

As ações mundiais tinham sido impulsionadas, nas últimas sessões da semana passada, pelas primeiras medidas de desconfinamento, mas o entusiasmo parece não ter durado e os investidores voltaram a mostrar preocupação com o impacto económico da pandemia. Tal como em Portugal, entre as restantes praças europeias, o Stoxx 600 perdeu 0,42%, enquanto o alemão DAX cedeu 0,66%, o francês CAC 40 recuou 1,33% e o espanhol IBEX 35 caiu 0,75%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

BCP cai 2% após queda nos lucros na Polónia. Bolsa de Lisboa desvaloriza

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião