KuantoKusta dispara crescimento e quer contratar mais 50 pessoas

  • Lusa
  • 13 Maio 2020

O comparador online de preços KuantoKusta quer reforçar a equipa com mais 50 trabalhadores e contratar 20 até ao final do ano para responder ao aumento da procura, devido à pandemia.

O comparador online de preços KuantoKusta quer reforçar a equipa com mais 50 pessoas, para integrar os projetos que prevê desenvolver no setor do retalho e comparação de serviços. Até ao final do ano, a empresa quer recrutar pelo menos 20 pessoas. Até 2025, a empresa prevê quintuplicar a faturação para 25 milhões de euros, foi esta quarta-feira anunciado.

“Temos vários projetos em carteira que envolvem o setor do retalho, comparação de serviços e a contratação de 50 colaboradores para esse fim, sendo que 20 serão contratados até final deste ano”, adianta o presidente do KuantoKusta, Paulo Pimenta, citado num comunicado.

O portal diz ter registado um crescimento homólogo “sem precedentes”, de 130%, nas visitas, atribuído ao aumento do e-commerce na sequência do confinamento imposto pela pandemia de Covid-19, tendo atingido só em abril um total de 6,5 milhões de visitas, o que fez deste “o melhor mês da história da empresa”.

Nos próximos meses, a empresa quer “continuar a reforçar a colaboração com as transportadoras nacionais para melhorar as entregas do seu marketplace, com o intuito de entregar mais depressa, no momento escolhido pelo consumidor – incluindo sábados – e com um seguimento em tempo real, e tornar as devoluções mais cómodas, outro grande desafio”, refere em comunicado.

A KuantoKusta espera acabar o ano com uma equipa de 70 colaboradores e chegar aos 65 milhões de visitas. A empresa começou a atividade em 2005, com 10 lojas, e atualmente integra 800 lojas na sua plataforma, o que permite a comparação de preços de mais de dois milhões de produtos.

*Notícia corrigida às 18h18. A empresa quer contratar, pelo menos, 20 colaboradores até ao final do ano.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

KuantoKusta dispara crescimento e quer contratar mais 50 pessoas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião