Pandemia obriga banca a fazer 200 milhões em provisões

  • ECO
  • 20 Maio 2020

Quatros dos principais bancos nacionais viram o lucro cair para metade no primeiro trimestre por causa do dinheiro que tiveram de colocar de lado para fazer face à crise da pandemia.

Quatro dos principais bancos nacionais que já apresentaram resultados registaram provisões genéricas de 200,8 milhões de euros para fazer face à crise económica provocada pela pandemia, segundo as contas do Jornal de Negócios (ligação indisponível). O BCP foi quem colocou mais dinheiro de lado: 78,8 milhões de euros.

Depois do BCP, com provisões de quase 80 milhões, segue-se a CGD com 60 milhões. Já o Santander e o BPI colocaram de lado 30 milhões cada, naquele que, notam os banqueiros, se trata de um exercício de prudência antes do que esperam ser um aumento do número de incumprimentos. Admitem que podem ter de fazer mais provisões no futuro caso o impacto do coronavírus seja mais profundo.

Ainda assim, o efeito das provisões nos resultados do primeiro trimestre de Caixa Geral de Depósitos (CGD), BCP, Santander e BPI já foi sentido com intensidade: os lucros caíram para metade face ao mesmo período do ano passado, dos 466 milhões de euros para os 246 milhões.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Pandemia obriga banca a fazer 200 milhões em provisões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião