Saiba como poupar 150 euros por ano em luz e gás com os simuladores da ERSE

As poupanças podem chegar a 120 euros por mês só em eletricidade, garante a ERSE. Se reduzir o escalão da potência contratada pode adicionar uma poupança anual de 22 euros.

3,5 milhões de simulações de tarifários de luz e gás e mais de metade dos consumidores encontraram preços inferiores aos que tinham contratado com o seu atual fornecedor de energia. Este é o marco assinalado pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos no Dia Mundial da Energia, 29 de maio de 2020, data em que comemoram já dois anos do lançamento do simulador de preços da ERSE.

Esta ferramenta compara todas as ofertas comerciais disponíveis no mercado liberalizado para os consumidores domésticos de eletricidade e de gás natural em Portugal continental e reúne a informação de mais de 370 tarifários, de um total de 24 comercializadores na eletricidade e de nove comercializadores no gás natural. As poupanças podem chegar a 10 euros por mês só em eletricidade, garante a ERSE. Ou seja, 120 euros por ano. Se reduzir o escalão da potência contratada pode adicionar ainda uma poupança anual de mais 22 euros. No total são quase 150 euros de redução potencial na fatura energética ao ano.

“Na simulação para um consumidor de eletricidade com uma potência contratada de 3,45 kVA e um consumo anual de 1 900 kWh, a oferta de preço mais baixo resulta numa fatura mensal de 33,08 euros, enquanto a oferta mais cara pode implicar um custo de mais de 10 euros ao mês. Não gaste dinheiro em energia quando pode guardar para si”, recomenda a ERSE. Estes valores já incluem as taxas e impostos aplicáveis, com exceção da taxa DGEG, e ignoram as ofertas com serviços adicionais obrigatórios.

Para conseguirem poupar na fatura de energia, “a ERSE recomenda que os consumidores usem um simulador de ofertas comerciais pelo menos uma vez por ano: em janeiro, para a eletricidade, e em outubro, para o gás natural, dado o calendário de aprovação das tarifas”, sublinha o regulador. O simulador de preços de energia da ERSE mostra todas as ofertas comerciais disponíveis para consumidores em baixa tensão normal (eletricidade) e em baixa pressão <10 000m3 (gás natural).

Dois anos depois da sua estreia, o simulador de preços da ERSE já foi usado por cerca de 175 mil utilizadores e realizou 3,5 milhões de simulações. O inquérito realizado aos utilizadores do simulador revela que mais de metade (56%) encontrou preços mais baixos face ao seu contrato atual e 81% manifestou a sua intenção de mudar de comercializador.

Há precisamente um ano, a 29 de maio de 2019, a ERSE lançou também um novo simulador de potência contratada que permite aos consumidores escolher a potência contratada mais adequada ao seu caso particular. Esta ferramenta regista um total de 30 mil utilizadores e de 120 mil simulações. A redução da potência permite, em média, poupanças de 22 euros anuais por cada redução de escalão.

“Se o consumidor tiver informação sobre os preços dos escalões de potência contratada praticados pelo seu comercializador, pode usar a calculadora disponibilizada pela ERSE, para calcular o impacto concreto na sua fatura. A mudança de escalão de potência contratada é gratuita e basta contactar o comercializador”, informa a ERSE, que em 2020 lançou uma terceira ferramenta: um novo simulador de rotulagem, que vai ao encontro das preocupações crescentes da sociedade em matéria de sustentabilidade ambiental. Desde o seu relançamento, no final de fevereiro, já foi utilizado por 1700 pessoas.

Neste Dia Mundial da Energia 2020, a ERSE publicou também um novo vídeo que explica aos consumidores quais as opções horárias que podem escolher para fazer um uso mais eficiente da energia e poupar na fatura.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Saiba como poupar 150 euros por ano em luz e gás com os simuladores da ERSE

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião