Concelhos mais ricos e menos envelhecidos são os que têm mais casos de Covid-19

Neste momento, em média, os concelhos com maior desenvolvimento económico e menos envelhecidos apresentam mais casos por mil habitantes do que a média nacional.

A pandemia estará longe de acabar, mas com os dados recolhidos até ao momento é possível concluir que os concelhos portugueses com maior desenvolvimento económico estão a ser os mais afetados pelo coronavírus tendo em conta o número de casos confirmados por mil habitantes.

De acordo com o EyeData, ferramenta de análise de dados estatísticos da Agência Lusa, os concelhos que estão a registar um maior número de casos confirmados por mil habitantes, face à média nacional, são dos mais ricos, com uma população menos envelhecida e têm uma maior densidade populacional. Não é possível estabelecer uma causalidade entre as duas variáveis, mas esta análise dá pistas sobre como o vírus está a afetar Portugal.

Os 33,3% concelhos com maior desenvolvimento económico — que, em termos simples, traduz os concelhos mais ricos — registaram 3,03 casos por mil habitantes em comparação com a média nacional de 2,74 casos por mil habitantes. Um exemplo é Ovar, o concelho mais afetado (12,03 casos por mil habitantes), que também está na lista dos mais desenvolvidos. Mas também há, claro, o caso de Lisboa e Porto, dos concelhos com maior desenvolvimento económico no país, onde o número de casos por mil habitantes também está acima da média nacional.

Já os concelhos com um desenvolvimento económico “médio” registaram 2,18 casos por mil habitantes e os que têm um desenvolvimento económico “baixo” registaram 1,9 casos por mil habitantes.

Concelhos envelhecidos não são os mais afetados

Os concelhos mais envelhecidos de Portugal, a maioria deles no interior do país, têm um número de casos inferior ao da média nacional (2,18 casos por mil habitantes vs. 2,74). Os concelhos intermédios, com um nível de envelhecimento “médio”, que se situam um pouco por todo o país, também ficam abaixo da média nacional com 2,25 casos por mil habitantes.

É nos concelhos com um envelhecimento baixo, principalmente concentrado no litoral centro e norte, que o número de casos por mil habitantes é bem mais elevado (3,06), em linha com o número registado nos concelhos mais ricos.

Na análise por densidade populacional, refletida no número de habitantes por km2, a conclusão é semelhante: os concelhos com maior densidade população, também estes situados maioritariamente no litoral centro e norte, o número de casos é superior (3,26) ao da média nacional. Onde a densidade população é baixa, o número de casos é de apenas 0,99 por mil habitantes.

Não é possível perceber se estes resultados podem ou não estar relacionados com um diferente nível de testagem nos diversos concelhos. É de assinalar ainda que estas conclusões se baseiam em médias pelo que pode haver concelhos específicos onde o padrão seja diferente.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Concelhos mais ricos e menos envelhecidos são os que têm mais casos de Covid-19

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião